Síndrome de Asperger: Sintomas e Tratamentos

Síndrome de Asperger: Sintomas e Tratamentos
A síndrome de Asperger é um distúrbio no espectro do autismo, e considerando o quão significativamente ele pode afetar a vida e o comportamento daqueles afetados por ele, a compreensão dos sintomas e opções de tratamento potencial é extremamente importante.

Síndrome de Asperger

Considerado um transtorno de espectro autista leve, a síndrome de Asperger, comumente referido como Asperger, apresenta uma série de questões comportamentais e cognitivas desafiadoras que tornam o tratamento um desafio. Principalmente, a síndrome de Asperger afeta a comunicação não-verbal e interação social, e é caracterizada como um transtorno do desenvolvimento. Alguns dos sintomas mais comuns também incluem padrões de pensamento repetitivo e comportamentos, mas as pessoas que sofrem desta síndrome normalmente demostram inteligência normal e habilidades de linguagem. É a implementação dessa inteligência e a escolha de interagir socialmente que separa aqueles com Asperger.

Alguns dos outros sintomas são torpeza física e uma incapacidade de empatia com as emoções dos outros. Afetando cerca de 30 milhões de pessoas em todo o mundo, a síndrome de Asperger é incomum, em que nenhuma causa clara foi determinada, e nenhuma cura foi descoberta. Algumas das teorias principais defendem a herança genética, ou fatores ambientais, mas os exames atentos do cérebro não mostraram nenhuma causa subjacente comum em uma ampla gama de pacientes.

A comunicação não verbal é uma ferramenta essencial para a interação com os outros no mundo, e é aqui que tantos pacientes de Asperger lutam. Eles muitas vezes encontram nuances em linguagem difícil de entender, seu discurso pode ser monótono, rígido ou muito rápido, e habilidades de conversação de "dar e receber" pode ser gravemente prejudicada. O contato com os olhos é frequentemente evitado e a linguagem corporal é ilegível ou imprevisível. Em termos de comportamento, as rotinas repetitivas são comuns, e as ações obsessivas que cercam um ou dois conceitos, objetos ou padrões de comportamento são frequentemente vistas. Explosões violentas, extrema sensibilidade a insumos sensoriais e crises / crises de raiva podem acontecer quando um paciente é exposto a novos ambientes ou atividades. Existem muitos tratamentos formais, embora sem cura permanente, mas uma vez que a síndrome de Asperger é uma condição vitalícia, muitas pessoas têm procurado remédios caseiros para mitigar alguns dos sintomas desta doença.

De onde vem a Síndrome de Asperger?

Em 1944, o pediatra austríaco Hans Asperger concluiu um estudo que observava padrões de comportamento em crianças do sexo masculino, especificamente. A pesquisa feita constatou que os pequenos apresentavam o desenvolvimento da linguagem e cognitivo de forma normal, mas que traziam consigo características peculiares quanto a outras habilidades: comprometimento na comunicação, interação social e coordenação motora.

O que se sabe hoje é que a Síndrome de Asperger foi incluída no DSM (Diagnostical and Statistical Manual of Mental Disorders – Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais). Há que ressaltar que por muitos anos a síndrome foi associada ao autismo, embora sempre houvesse uma diferença nas características.

Em 2013, por ocasião da quinta edição do DSM, a Síndrome de Asperger foi incluída em um agrupamento médico denominado de TEA (Transtorno de Espectro do Autismo), sendo considerado, portanto, um tipo mais brando de autismo. Em tempo: os portadores da Síndrome de Asperger não apresentam comprometimento intelectual, o que acontece com aqueles que têm o autismo clássico.

Opções de tratamento para síndrome de Asperger

Ácidos graxos ômega-3:

Existem muitos fatores diferentes que influenciam a manifestação da síndrome de Asperger, mas a força das conexões neurais é certamente uma delas. Os ácidos graxos ômega-3 têm sido diretamente ligados ao revestimento e proteção dessas vias-chave, melhorando a função cerebral e reduzindo a inflamação, tornando-se um aspecto essencial do tratamento para a síndrome de Asperger. Alguns dos melhores alimentos onde você pode encontrar ácidos graxos ômega-3 são, salmão, espinafre, soja, nozes e óleo de linhaça.

Erva de São João:

Este antigo remédio para melhora do humor também pode ser capaz de afetar a instabilidade do humor daqueles que sofrem de síndrome de Asperger. A depressão e isolamento social são comuns para pessoas que sofrem desta doença, e este suplemento de ervas é conhecido por estabilizar o humor e eliminar esses tipos de sentimentos. No entanto, esta é uma erva poderosa com certos efeitos secundários, por isso o consumo deve ser limitado, e você deve falar com um médico antes de combinar isso com outros tratamentos farmacêuticos.

Alteração da Dieta:

Evidências anedóticas mostraram que certos ajustes dietéticos podem ser muito úteis na remediação de Asperger. Por exemplo, a eliminação de produtos lácteos, alimentos açucarados, glúten e alguns conservantes pode ajudar a estabilizar o humor por várias razões, e reduzir a exaustão nervosa e ansiedade, que é comum nesta desordem.

Terapia psiquiátrica:

Lidar com o lado imprevisível da síndrome de Asperger pode ser muito difícil para alguns pais, por isso procurar ajuda é altamente recomendado. A terapia psiquiátrica pode vir em muitas formas diferentes, tais como terapia de brincadeiras e terapia musical, desbloquear formas de se comunicar com alguém que sofre desta condição, e oferecendo novas opções para o desenvolvimento de habilidades comportamentais.

Intervenção Educacional:

É difícil para alguém com Asperger frequentar uma sala de aula tradicional, por um número de razões; desde o ruído a interação social e à incapacidade de se concentrar. A intervenção educacional pode vir na forma de currículo educacional personalizado, tutoria privada, e outras estratégias para garantir que seu filho se desenvolva intelectualmente a uma taxa normal, apesar de algumas das lutas que eles podem ter em um ambiente educacional "normal".

Ajuste de Habilidades Sociais:

É importante estudar certos exercícios de habilidades sociais e implementá-los ao lidar com alguém com Asperger. Existem maneiras de ensinar habilidades sociais, mas a maioria das pessoas simplesmente as desenvolve naturalmente ao longo do tempo. Para alguém com este transtorno psiquiátrico, mais esforço terá que ser feito para estabelecer esses comportamentos fundamentais e competências, mas o progresso pode ser feito!

Vitamina C:

Esta vitamina essencial é mais do que apenas um reforço para o sistema imunológico; é também um poderoso antioxidante que pode esclarecer muito do estresse oxidativo que pode prejudicar a função cognitiva. A vitamina C é conhecida por reduzir os sintomas de depressão e incentivar um comportamento mais estável.

Vitamina B6:

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns de uma deficiência de vitamina B6 incluem instabilidade do humor, irritabilidade, problemas comportamentais e depressão, muitos dos sintomas vistos como resultado de Asperger. Ao aumentar esta vitamina em sua dieta, você pode contrariar muitos dos efeitos colaterais mais difíceis desta condição. Adicione alimentos como atum, banana, batata-doce e espinafre à sua dieta para aumentar os níveis de vitamina B6.

Bálsamo de limão:

Conhecido como um grande tónico nervino, o bálsamo de limão provou ser extremamente calmante para o comportamento errático ou maníaco ocasionalmente demonstrado por pessoas com Asperger. A extrema ansiedade e surtos comportamentais também podem ser controlados um pouco com o uso de bálsamo de limão. Você pode misturar bálsamo de limão em shakes ou sucos, ou você pode colocar a erva para secar e prepará-la como um chá. Ambos são remédios eficazes.

Camomila:

Uma das ervas mais relaxantes do mundo é a camomila, razão pela qual é uma das variedades de chá mais populares do mundo. A camomila é uma poderosa opção de tratamento para a síndrome de Asperger, pois pode acalmar o comportamento errático, promover sono repousante e acalmar a mente quando está se sentindo ansioso ou oprimido.

Palavra Final de Advertência: Este transtorno psiquiátrico é desafiador e dinâmico em suas manifestações. Procurar ajuda profissional ou um diagnóstico médico é fortemente sugerido se o seu filho está exibindo sinais ou sintomas da síndrome de Asperger. O tratamento precoce para definir o curso para o desenvolvimento comportamental é crucial, por isso qualquer indicação de que seu filho esteja no espectro autista deve ser abordado imediatamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário