Os ácidos graxos ômega-3 desempenham um papel vital no desenvolvimento neural do bebê, especialmente no desenvolvimento do cérebro e dos olhos.

Portanto, é importante incluir alimentos ricos em ômega-3 em sua dieta na gravidez. Entre os diferentes alimentos que você pode considerar, o óleo de peixe talvez tenha as maiores concentrações dessa gordura estruturada. Mas o óleo de peixe é uma boa opção para você?

Nesse artigo fornecemos informações detalhadas sobre os benefícios, riscos e formas de incluir óleo de peixe durante a gravidez.

Óleo de Peixe e Omega-3 Durante a Gravidez: Benefícios e Efeitos Colaterais

É Seguro Consumir Óleo de Peixe Durante a Gravidez?

Sim e não, pois depende do tipo de óleo de peixe que você consome. Existem dois tipos de óleo de peixe.

O óleo de peixe retirado do corpo (isto é da carne) do peixe é seguro.

O óleo retirado do fígado dos peixes, isto é, o óleo de fígado de bacalhau, não é seguro durante a gravidez, uma vez que contém níveis elevados de retinol (vitamina A), o que coloca o seu bebé em risco de defeitos congênitos.

Quando usado da maneira correta, o óleo de peixe pode ser benéfico durante a gravidez.

Quais São os Benefícios do Óleo de Peixe Durante a Gravidez?

O óleo de peixe oferece benefícios derivados de dois tipos de ácidos graxos ômega-3: EPA (ácido eicosapentaenóico) e DHA (ácido docosa-hexaenóico).

1. Equilibra a produção de prostaglandinas: O Ômega-3 encontrados no óleo de peixe controlam a produção de prostaglandinas que regulam a pressão arterial, coagulação sanguínea, inflamação e respostas alérgicas, funcionamento gastrointestinal e renal, produção de hormônios e transmissão nervosa.

2. Previne os transtornos de humor: Sabe-se que o EPA e o DHA apoiam o humor positivo e o bem-estar durante a gravidez e o período pós-parto.

3. Desenvolvimento fetal: Estudos mostram que as mães que receberam suplementos de óleo de peixe tiveram bebês com melhor coordenação mão-olho e desenvolvimento cerebral.

4. Gravidez e trabalho de parto seguro: O omega-3 no óleo de peixe também é conhecido por diminuir o risco de pré-eclâmpsia, parto prematuro e gerencia seu peso.

5. Melhor imunidade nos bebês: Os ômega-3 têm poderosas propriedades anti-inflamatórias que podem fortalecer a imunidade do recém-nascido contra alergias, resfriado comum, gripe e outras doenças imunomediadas.

Dito isto, o consumo de óleo de peixe também pode ter efeitos adversos em alguns.

Quais São os Efeitos Colaterais do Consumo de Óleo de Peixe na Gravidez?

Aqui estão os possíveis riscos de consumir óleo de peixe.
  • O consumo excessivo de óleo de peixe afetará a capacidade do seu sangue de formar coágulos, já que os ômega-3 reduzem a viscosidade das plaquetas.
  • O óleo de peixe proveniente de peixes de água doce, que têm níveis mais altos de mercúrio, pode prejudicar o feto. Isso, portanto, afeta o desenvolvimento do cérebro e do sistema nervoso do bebê. Portanto, evite óleos de peixe de água doce (9).
  • Os suplementos de óleo de peixe extraídos do fígado contêm altos níveis de vitamina A, que pode ser prejudicial para o bebê.
Consumir não mais do que a ingestão diária recomendada de óleo de peixe irá minimizar os riscos.

Qual é a Dosagem Recomendada de Óleo de Peixe Durante a Gravidez?

A dose diária recomendada de ácidos graxos ômega-3 deve ser de 650mg, dos quais 300mg são DHA. Então, você pode consumir até três gramas de óleo de peixe por dia.

Continue lendo para saber sobre o valor nutricional dos óleos de peixe em detalhes.

Valor Nutricional do Óleo de Peixe

Os nutrientes em 100g de óleo de peixe são os seguintes:

Nutriente
  • Calorias: 902kcal
  • Gordura: 100g
Lipídeos
  • Ácidos graxos saturados totais: 21.290g
  • Ácidos graxos monoinsaturados totais: 56.564g
  • Ácidos graxos poli-insaturados totais (Ômega 3): 15.604g
  • Colesterol: 766mg
g = gramas; mg = miligramas.

Para se beneficiar desses nutrientes, é essencial incluir o tipo certo de óleos de peixe em sua dieta.

Quais Tipos de Óleos de Peixe São Seguros Durante a Gravidez?

O óleo de peixe derivado de peixes de água salgada, como salmão, sardinha, arenque, atum e anchova, é seguro. Sempre compre seus suplementos de óleo de peixe de um fabricante confiável para descartar a presença de mercúrio e outras toxinas nele. Um reputado fabricante de óleo de peixe poderá oferecer documentação como prova da pureza do óleo de peixe.

Em qualquer caso, é bom ser cautelosa ao tomar óleo de peixe durante a gravidez.

Precauções a Tomar ao Consumir Suplementos de Óleo de Peixe ou Comprimidos

Se você planeja tomar suplementos de óleo de peixe durante a gravidez:
  • Verifique o Número Natural do Produto (NPN) na capa. NPN indica que o suplemento foi testado para toxinas, pesticidas e metais pesados.
  • Não tome um suplemento se você não tiver certeza da pureza do óleo de peixe. Procure marcas de renome seguindo o conselho do seu médico.
  • Verifique se os dados da pesquisa clínica confirmam o produto, para ter certeza da eficácia da marca.
  • Evite tomar suplementos de óleo de peixe se você é alérgica a peixe.
  • Considere tomar a dose sob receita médica.
Em seguida, respondemos a algumas perguntas comuns sobre o consumo de óleo de peixe durante a gravidez.

Perguntas Frequentes

1. Por quanto tempo você deve tomar óleo de peixe durante a gravidez?

Não há recomendação médica para tomar óleo de peixe durante a gravidez. Se você incluir peixes oleosos em sua dieta, não há necessidade de suplementação adicional.

Você pode consumir até duas porções de peixe oleoso toda semana, para obter a dose necessária de ácidos graxos ômega-3. Os suplementos de óleo de peixe também contêm outros nutrientes, como ferro, cálcio e vitaminas A, B2, C e D.

2. O óleo de peixe e o ômega-3 são a mesma coisa?

Não, óleo de peixe e ômega-3 não são os mesmos. O óleo de peixe é uma excelente fonte de ácidos graxos ômega-3, que também são encontrados em sementes de linhaça, folhas verdes escuras e nozes.

Como o corpo não pode sintetizar ácidos graxos, temos que depender de alimentos ricos em ômega-3, dos quais o peixe é uma excelente fonte. Se o seu médico lhe der o sinal verde, você pode consumir com segurança os suplementos de óleo de peixe para uma gravidez mais saudável.

Você tomou suplementos de óleo de peixe durante a gravidez? Compartilhe suas experiências conosco aqui, na seção de comentários.

Post a Comment

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!