12 Benefícios maravilhosos do óleo de semente de romã

As romãs têm sido utilizadas ao longo da história por seus muitos benefícios, e o fruta é inclusive mencionado na Bíblia como um dos alimentos que cura.

As sementes, que são as partes comestíveis dentro da romã, são usadas para produzir o óleo, que é altamente apreciado pelos seus potentes flavonoides e ácido punícico que contribuem para seus muitos benefícios nutricionais. As sementes também contêm uma boa quantidade de vitamina K, vitamina C, folato, potássio, vitamina B6 e fósforo.

É preciso mais de 90 quilos de sementes de romã frescas para produzir apenas um quilo desse óleo rico e nutritivo que pode ser usado internamente e externamente para melhorar sua saúde por dentro e por fora.

12 Benefícios maravilhosos do óleo de semente de romã
A pesquisa mostrou que o óleo pode ajudar a reduzir o risco de numerosas doenças, e também oferece múltiplos benefícios de beleza. Vamos ver mais de perto o que ele pode fazer por você.

1. Diminuir a inflamação e lutar contra alguns cânceres

A inflamação crônica tem um papel importante em múltiplas doenças que podem matar, incluindo doenças cardíacas e câncer; e o óleo de semente de romã oferece poderosas propriedades anti-inflamatórias, em grande parte graças ao ácido punícico, um ácido graxo poli-insaturado de cadeia longa omega-5 que representa 80% do óleo. Isso foi demonstrado na pesquisa científica para combater o câncer de mama.

A pesquisa também mostrou que o óleo de semente de romã pode retardar o crescimento do câncer de próstata, o principal câncer em homens no mundo. Em um estudo focado em homens com câncer de próstata recorrente e níveis estimados de antígeno prostático específico (PSA), os cientistas descobriram que tomar um extrato de suco de romã conseguiu retardar significativamente a taxa em que os níveis de PSA estavam aumentando. Outros estudos mostraram que certas substâncias no suco de romã, que são feitas a partir de sementes, oferecem poderosos efeitos antitumorigênicos e têm a capacidade de inibir o crescimento de células de câncer de próstata no laboratório.

A capacidade do óleo para reduzir a inflamação crônica também foi encontrada em estudos para ajudar a combater doenças cardíacas e diabetes tipo 2 e diminuir o risco de osteoporose, retardando a deterioração das articulações.

2. Melhorar os sintomas da artrite

Como a palavra artrite significa literalmente inflamação das articulações, o óleo de semente de romã pode ajudar com esta doença crônica dolorosa que afeta mais de 3 milhões de pessoas, além disso, graças à sua capacidade de diminuir a inflamação.

Os estudos demonstraram que a gravidade da inflamação das articulações pode ser dramaticamente reduzida pelo consumo de extrato de romã ou óleo de semente de romã.

3. Controlar o colesterol e ajudar na perda de peso

O alto teor de ácido punícico nas romãs também é responsável por sua capacidade de controlar o colesterol e até reduzir o índice de massa corporal, ou IMC. O ácido punícico, como mencionado, é um ácido graxo omega-5, uma forma de ácido linoleico conjugado (CLA) e um dos poucos encontrados no reino vegetal. O CLA é bem conhecido por ajudar a controlar o peso e reduzir a massa corporal.

Um estudo de 2010 publicado no British Journal of Nutrition mostrou que os participantes receberam óleo de semente de romã todos os dias durante quatro semanas tiveram os níveis reduzidos de triglicerídeos e proporções mais baixas de colesterol total para colesterol HDL.

Os flavonoides presentes no óleo também trabalham para reduzir o colesterol total, o que diminui o acúmulo de células de gordura ruim, resultando na perda de excesso de gordura.

4. Redução da pressão arterial

A pressão arterial alta ou hipertensão arterial é um dos principais contribuintes para ataques cardíacos e traços. Graças à grande variedade de antioxidantes e polifenóis bioativos nas sementes de romã, descobriram ela que promove a saúde cardiovascular, incluindo níveis saudáveis de pressão arterial, através de vários meios.

Um estudo de 2014 publicado na Phytotherapy Research mostrou que o suco de romã ajudou a proteger o sistema cardiovascular em pessoas com hipertensão e, naturalmente, baixou a pressão arterial após consumir diariamente por apenas duas semanas.

Pesquisadores que participaram de um estudo iraniano publicado no ano anterior concluíram que o suco de romã deve ser considerado uma intervenção dietética e farmacológica para a hipertensão.

5. Melhorar os sintomas da menopausa

O óleo de semente de romã também pode beneficiar as mulheres que experimentam sintomas de menopausa, pois contém um fito estrógeno conhecido como 17-alfa-estradiol.

Este composto, juntamente com os outros nutrientes no óleo, acredita-se que trabalhe em conjunto para melhorar os sintomas da menopausa como ondas de calor.

Em um estudo de 2012 da Universidade de Viena na Áustria, as mulheres que receberam óleo de semente de romã diariamente por 12 semanas sofreram uma redução moderada nos sintomas que aumentaram mais 12 meses após a intervenção - também viram melhora nos problemas de sono.

6. Lutar contra infecções bacterianas

Mencionamos que as romãs contêm compostos bioativos como ácido punícico, flavonóis estrogênicos e flavonoides, mas elas são realmente preenchidas com centenas dessas substâncias, incluindo antocianinas, ácido ellagico, antocianidinas e elafaganinas, que são conhecidas por ajudar a combater infecções bacterianas. Suas propriedades antibacterianas e antivirais tornam útil para combater doenças de gengivas, como periodontite e gengivite também.

Os extratos de romã têm sido utilizados desde tempos antigos no tratamento de úlceras, diarreia, infecções parasitárias e microbianas, bem como complicações de doenças respiratórias. Acredita-se que as romãs estimulem bactérias probióticas saudáveis que melhorem seus efeitos benéficos quando se trata de combater uma infecção bacteriana, como demonstrado na pesquisa de 2013, que foi publicado na Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine.

7. Fortalecer a memória e proteger contra a doença de Alzheimer

Estudos sugeriram que as sementes de romã podem ajudar a melhorar a memória.

Em um estudo de 2013 na Universidade da Califórnia em Los Angeles, pacientes idosos que tiveram dificuldades de memória receberam 230 gramas de suco de romã a cada dia mostrando marcadores de memória verbal e visual significativamente melhorados.

Outros estudos forneceram provas de que as romãs também podem ajudar a combater a doença de Alzheimer.

8. Proteção contra danos na pele

Apesar dos muitos benefícios de cura da romã quando utilizados internamente, ela oferece, ainda mais, benefícios quando usado topicamente.

Seu ácido graxo ômega-5, ácido púnico, oferece potentes propriedades anti-inflamatórias e dá ao óleo a habilidade de defender-se dos radicais livres que podem causar danos dentro e fora; incluindo ajudar a retardar o envelhecimento da pele e proporcionar proteção contra danos causados pelo sol.

Pesquisas em 2003 descobriram que o óleo de sementes de romã reduziu drasticamente a ocorrência de câncer de pele em camundongos que haviam sido expostos a produtos químicos causadores de câncer.

Essa tonalidade vermelha escura do óleo de romã é devido aos seus ricos bioflavonoides - colocar o óleo de semente de romã na sua pele quando você sair, realmente funciona como um protetor solar natural, pois contém SPF natural para ajudar a evitar queimaduras solares.

9. revertendo os danos na pele e promovendo uma aparência mais jovem

O óleo de semente de romã estimula "queratinócitos", que são células principais encontradas na camada externa da pele. Isso ajuda a reverter o dano da pele, além de revitalizar e restaurar a pele para revelar uma aparência mais jovem.

Como os antioxidantes encontrados no óleo de semente de romã ajudam a proteger a pele dos radicais livres prejudiciais, é considerado um dos melhores óleos antienvelhecimento que existe. Os antioxidantes potentes do óleo, como a vitamina C, aumentam a elasticidade da pele, melhoram o tom da pele e equilibram o nível de pH da pele para criar uma pele saudável, radiante e juvenil.

O renomado médico Dr. Axe recomenda o uso de óleo de semente de romã para fazer o soro antienvelhecimento definitivo que hidratará a pele de forma luxuosa enquanto fornece antioxidantes, bem como certos fito nutrientes que melhoram a comunicação celular e a cicatrização da pele. Tudo o que você precisa fazer é combinar cerca de 20 gotas de óleo de romã, óleo de incenso, óleo de lavanda, óleo de vitamina E e óleo de jojoba em uma jarra pequena - todas as noites, antes da hora de dormir, esfregue suavemente cerca de 4 gotas de soro por todo o rosto, permitindo que ele seja absorvido totalmente pela sua pele sem enxaguar.

10. Curar as condições da pele

Os antioxidantes no óleo de semente de romã também ajudam a regular a produção de sebo, além de tratar os desequilíbrios hormonais que podem tratar e prevenir a acne. Este óleo rico em nutrientes fornece umidade, sem deixar um resíduo oleoso ou contribuir para fugas - rejuvenesce a pele, deixando-a suave, macia e sem defeito.

As poderosas qualidades de cura do óleo de semente de romã não só ajudam a curar defeitos, mas também ajudam na cicatrização de feridas, sem deixar marcas ou cicatrizes, graças ao seu teor de ácido punícico que ajuda a reduzir a ruptura das fibras de colágeno.

O óleo também é útil para tratar condições da pele como psoríase, rosácea e eczema, devido à sua capacidade de reduzir a inflamação - lave suavemente a área inflamada, seque bem e aplique algumas gotas de óleo de semente de romã.

11. Tratar o cabelo aborrecido e seco

O óleo de semente de romã também é conhecido por revitalizar os cabelos aborrecidos e secos, protegendo-o da poluição ambiental. É ideal para usar como soro, aplicando algumas gotas nas extremidades dos cabelos secados à toalha. Você também pode adicionar algumas gotas ao seu condicionador regular para melhorar seus efeitos.

12. Eliminação das condições do couro cabeludo

Graças ao óleo de semente de romã e às propriedades de combate de fungos, ele pode eliminar problemas de couro cabeludo como a caspa, bem como aliviar a coceira e a inflamação do couro cabeludo. Para usá-lo para lutar contra a caspa, simplesmente adicione algumas gotas ao seu shampoo normal, certificando-se de trabalhar no couro cabeludo.

Também pode ser usado como um tratamento com óleo quente, combinando-o com óleo de coco com uma proporção de 1:4. Aquecer a mistura e depois aplicá-la ao couro cabeludo. Permita agir por algumas horas antes de lavar com o seu shampoo regular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário