Os Melhores Remédios Naturais Para a Queda De Cabelo
Não há dúvida sobre isso, todos nós queremos um cabelo cheio e estiloso. Embora a perda de cabelo seja mais comumente associada aos homens, as mulheres também sofrem com esse problema - e infelizmente a perda de cabelo nas mulheres é muito menos aceitável na sociedade atual. De acordo com a American Hair Loss Association, as mulheres na verdade compõem 40 por cento dos americanos sofredores com a queda de cabelo. Um problema tão comum entre os dois e as mulheres, não surpreende que muitas pessoas procurem por remédios de perda de cabelo por toda parte.

Você notou mais cabelo no seu cabelo ultimamente do que costumava ver, ou o seu cabelo está caindo em tufos? Você olha no espelho e vê o couro cabeludo onde costumava ver apenas cabelo? Perder entre 50 e 150 fios de cabelos por dia é considerado normal, mas quando você começa a perder mais do que isso, torna-se problemático, para não mencionar visivelmente perceptível. O que realmente está por trás da queda de cabelo e como você pode tratar a causa, não apenas os sintomas, com remédios eficazes para a queda de cabelo?

É comum que os que sofrem de perda de cabelo recorram à cirurgia de substituição de cabelo e aos produtos de perda de cabelo tópicos, na esperança de recuperarem a cabeça cheia de cabelo - ou pelo menos parte do que uma vez foi. Mas esse é o melhor curso de ação a tomar com a queda de cabelo? Quando se trata de qualquer problema, o primeiro passo é encontrar a causa raiz. Vamos falar sobre as causas reais da perda de cabelo e o que você pode começar a fazer hoje para parar naturalmente e reverter sua perda de cabelo. Para começar, há muitos alimentos e vitaminas para o crescimento do cabelo que não são tão caros, mas podem realmente fazer a diferença. Há também muitos outros remédios naturais para a queda do cabelo como óleo essencial de alecrim que foram comprovados, bem como produtos tópicos convencionais.

Remédios naturais para a queda de cabelo

A boa notícia é que, com mudanças no estilo de vida para reduzir o estresse, melhorias na dieta e o uso de outros remédios naturais para a queda de cabelo, você pode melhorar o crescimento do cabelo rapidamente.

Principais remédios para a queda de cabelo: alimentos para comer

Uma dieta rica em nutrientes e alimentos integrais é crucial para apoiar o crescimento saudável do cabelo. Existem muitas opções alimentares que podem ajudar a afastar a queda de cabelo, mas estes são alguns dos meus favoritos pessoais:
  • Alimentos orgânicos - escolha esses alimentos porque eles são livres de produtos químicos. Os produtos químicos podem atuar como desreguladores endócrinos interferindo no crescimento do cabelo.
  • Sementes de abóbora – As sementes de abóbora são um dos melhores alimentos ricos em zinco, que é necessário para a saúde do cabelo saudável. A pesquisa também mostrou que uma deficiência de zinco está relacionada com hipotireoidismo e perda de cabelo.
  • Peixes selvagens - peixes selvagens como o salmão são ricos em gorduras ômega-3, que diminuem a inflamação e ajudam o crescimento do cabelo e o espessamento do cabelo.
  • Chá verde - O chá verde ajuda a promover a desintoxicação e contém antioxidantes que promovem o crescimento do cabelo. Também pode parar a conversão da testosterona em DHT.
  • Super sementes - Chia, linhaça e sementes de cânhamo são ricos em fibras e gorduras saudáveis ​​que podem ajudar no crescimento do cabelo.
  • Caldo de Osso - Rico em proteína, colágeno e aminoácidos, caldo de osso, o alimento perfeito para estimular o crescimento saudável dos cabelos.
  • Cafeína - Sim, não tecnicamente, um alimento, mas a cafeína tem demonstrado estimular o crescimento do cabelo. De acordo com a pesquisa, a cafeína estimula os fios de cabelo e ajuda-os a crescer mais rapidamente, atenuando os efeitos do DHT, uma substância que retarda o crescimento do cabelo.

Principais remédios para a queda de cabelo: alimentos para evitar

Há também alimentos que eu recomendo eliminar ou evitar, tanto quanto possível, como:
  • Ácidos graxos trans - gorduras insalubres como os ácidos graxos trans mostraram aumentar a inflamação e a produção de DHT, o que pode causar queda de cabelo. Fique longe de óleos hidrogenados, como óleo de milho e óleo de soja, que são carregados com gorduras trans.
  • Açúcar - O açúcar desempenha um papel nos desequilíbrios hormonais, contribui para a resistência à insulina, aumenta o DHT e causa inflamação, o que pode levar à perda de cabelo.
  • Alimentos processados ​​- Alimentos altamente processados ​​geralmente são carregados com gorduras insalubres, açúcar e sódio, o que os torna muito contraproducentes para o crescimento saudável dos cabelos.
  • Álcool - O álcool pode aumentar a inflamação e causar toxicidade hepática, levando à perda de cabelo. O consumo excessivo de bebidas alcoólicas e o consumo de tabaco têm sido associados ao aumento do risco de perda de cabelo.
  • Cafeína - Espera, eu não disse o contrário acima? Sim, em pequenas quantidades, café orgânico e chá podem ser benéficos para a saúde do cabelo, mas você não deve exagerar, porque muita cafeína pode causar desidratação, desequilíbrios hormonais e até mesmo a produção de DHT.

Principais remédios para a queda de cabelo: suplementos

  1. Proteína em pó de caldo de osso (1 a 4 porções diárias, dependendo do peso corporal e das necessidades individuais): Você também pode obter sua dose diária de caldo de osso a partir de um pó de proteína. O caldo de osso em pó é rico em proteínas, colágeno, gelatina, glucosamina, condroitina e minerais essenciais, muitas vezes ausentes na dieta média. Estes nutrientes vitais ajudam e promovem o crescimento saudável dos cabelos, bem como uma vasta gama de benefícios adicionais para a saúde.
  2. Saw Palmetto (320 miligramas por dia): Um bloqueador natural de DHT que pode melhorar muito o crescimento do cabelo.
  3. Pygeum (100 miligramas 2x por dia): aborda a causa da perda de cabelo, bloqueando os locais de ligação de DHT e melhorando a saúde da próstata.
  4. Óleo de semente de abóbora (8 gramas ou 1 colher de sopa por dia): Inibe a formação de DHT em todo o corpo e contém ácidos graxos que sustentam o cabelo grosso.
  5. Óleo de peixe (1.000 miligramas por dia): O óleo de peixe ajuda a reduzir a inflamação e engrossar o cabelo.
  6. Suco de aloe vera (1/2 xícara 2x ao dia e xampu): O suco de aloe vera pode ajudar a engrossar naturalmente o cabelo.
  7. Ashwagandha (500 miligramas por dia): ervas adaptógenas como ashwagandha ajudam seu corpo a se adaptar e lidar com o estresse, equilibrar hormônios e reduzir os níveis de cortisol (também conhecido como o hormônio do envelhecimento), que ajudam a estimular o crescimento saudável do cabelo.
  8. Rhodiola [Raiz de Ouro] (500 miligramas por dia): Outra erva adaptógena impressionante para afastar o estresse e promover o crescimento do cabelo.
  9. Vitaminas do Complexo B (1 comprimido por dia): As vitaminas do complexo B auxiliam no controle saudável do estresse. Biotina ou B7 ajuda a engrossar o cabelo naturalmente e vitamina B5 (ácido pantotênico) suporta suas glândulas supra-renais.
  10. Zinco (8 miligramas por dia para mulheres / 11 miligramas por dia para homens): Um dos sinais de uma deficiência de zinco é a perda de cabelo. O zinco também estimula o sistema imunológico e ajuda a reparar seu intestino.

Principais remédios para a queda de cabelo: óleos essenciais e outros óleos para estimular o crescimento do cabelo

Quer saber como fazer o cabelo voltar a crescer naturalmente? Você pode usar óleos essenciais para fazer alguns dos melhores remédios caseiros para perda de cabelo em casa.
  • O alecrim é um dos principais óleos essenciais quando se trata de aumentar a espessura e o crescimento do cabelo. Acredita-se que o óleo de alecrim aumenta o metabolismo celular que estimula o crescimento do cabelo. Pesquisas publicadas em 2015 mostram até que o óleo de alecrim parece funcionar tão bem quanto o minoxidil, um tratamento convencional para queda de cabelo.
  • O óleo de nardo é conhecido por promover o crescimento dos cabelos e retardar o processo de envelhecimento dos grisalhos. Um estudo em animais em 2011 descobriu que o óleo de nardo apresentou efeitos positivos na atividade de crescimento capilar. Ao usar extrato de nardo, houve uma redução de 30% no tempo em que o cabelo cresce novamente nos ratos testados, o que o torna promissor para o uso humano.
  • Lavanda, tomilho, cedro, sálvia e hortelã-pimenta são outras ótimas opções que podem ajudar a aumentar a circulação do couro cabeludo. Uma recomendação para estimular o crescimento de novos cabelos é combinar de três a quatro gotas de hortelã-pimenta, alecrim e sálvia em uma colher de sopa de azeite de oliva (eu também recomendo óleo de coco ou óleo de jojoba). Então você simplesmente massageia a mistura suavemente na (s) área (s) de interesse de uma a duas vezes por dia.

Reduzir o estresse emocional

O estresse emocional também pode ser um dos principais fatores causadores da queda de cabelo.

Durma bastante e programe horários de descanso e diversão em sua semana. Também é uma ótima idéia incorporar a massagem terapêutica em sua vida o máximo que puder, junto com outros apaziguadores naturais do estresse. As massagens não só ajudam a reduzir os níveis gerais de estresse, mas também ajudam a aumentar a circulação geral, incluindo o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo. Melhor fluxo sanguíneo para o couro cabeludo ajuda a estimular o crescimento do cabelo.

Livrar-se de um problema de caspa pode ajudar com o crescimento natural do cabelo. A caspa tem sido associada a um aumento do risco de perda de cabelo, de modo que abordar qualquer problema de caspa pode ter um efeito positivo direto sobre o crescimento do cabelo. Felizmente, existem muitos remédios naturais eficazes para caspa.

Causas da queda de cabelo

Normalmente existem quatro causas principais de perda de cabelo:
  • Hereditariedade (antecedentes familiares)
  • Alterações hormonais
  • Condições médicas
  • Medicamentos
O termo médico para perda de cabelo é alopecia e existem dois tipos principais. Primeiro, a alopecia areata é o diagnóstico quando o próprio sistema imunológico do seu corpo ataca os folículos pilosos, fazendo com que o cabelo caia. A alopecia androgenética é uma condição hereditária do cabelo em que há queda de cabelo e, finalmente, cai. Esta é a perda de cabelo genética conhecida como calvície masculina ou feminina.

Hormônios em homens e mulheres são responsáveis ​​por muitos processos corporais. Quando se trata de cabelo, os hormônios desempenham um papel significativo. Os hormônios podem desempenhar um papel no padrão de cabelo encontrado em sua cabeça, bem como o resto do seu corpo. Alterações hormonais e desequilíbrios que afetam o crescimento do cabelo podem ser devido à gravidez, parto, menopausa, bem como problemas de tireóide. A boa notícia é que a perda de cabelo relacionada a hormônios é tipicamente temporária, e o crescimento normal do cabelo retornará quando o equilíbrio hormonal retornar.

Se você é mãe, provavelmente se lembra durante a gravidez de como seu cabelo estava cheio. Muitas mulheres dizem que os momentos em que estão grávidas são os momentos em que o cabelo parece melhor. E então, sem dúvida, você se lembra das consequências desses meses de cabelos lindos. Todo o cabelo que deveria ter caído pouco a pouco agora sai em grandes quantidades de perda de cabelo em um curto período de tempo. Isso é chamado de eflúvio telógeno. Isso ocorre em 40% a 50% das mulheres, e é devido à mudança nos hormônios durante a gravidez. Felizmente, é apenas uma perda de cabelo temporária.

Os hormônios de que falamos quando se trata de perda de cabelo são o grupo de hormônios chamados andrógenos. Os três tipos de hormônios andrógenos são a testosterona, a androstenediona e a di-hidrotestosterona, mais comumente conhecidas como DHT. Todos nós já ouvimos falar de testosterona e provavelmente associamos com o hormônio masculino. De fato, os corpos de homens e mulheres contêm todos esses três hormônios em alguma quantidade, e seu desequilíbrio pode contribuir para a queda de cabelo em ambos os sexos.

Queda de cabelo masculina vs. feminina

Aos 35 anos, 66% dos homens têm alguma perda de cabelo detectável. Uma alta porcentagem, certo? Aos 50 anos, cerca de 85% dos homens têm cabelos significativamente ralos, de acordo com a American Hair Loss Association.

A causa da perda de cabelo nos homens é devido à sensibilidade dos folículos pilosos ao DHT (5a-dihidrotestosterona). O DHT é um hormônio masculino andrógeno que faz com que os folículos se encolham, resultando em uma vida útil mais curta e diminuição da produção de cabelos.

Normalmente, depois que os cabelos caem, outro cabelo começa a crescer a partir desse mesmo folículo, mas se o DHT diminui, o crescimento do cabelo diminui. A calvície de padrão masculino (alopecia androgenética em homens) segue um padrão de uma linha de cabelo recuo que progride para uma forma de "M" e, em seguida, continua a forma familiar de "U".

A calvície de padrão feminino (alopecia androgenética em mulheres) é caracterizada por desbaste no topo ou no centro da cabeça. A perda de cabelo feminina geralmente ocorre devido a altos níveis de estresse, desequilíbrio hormonal, condições da tireóide ou exposição a substâncias tóxicas. As mulheres são mais propensas a sofrer de perda de cabelo devido aos hormônios. Pense gravidez, menopausa, pílulas anticoncepcionais e outras alterações hormonais que as mulheres tão comumente passam. Ter síndrome do ovário policístico (SOP) é ​​outro problema de saúde relacionado hormonalmente que pode contribuir para a perda de cabelo do couro cabeludo, mas o crescimento de pelos indesejados em lugares indesejáveis.

A pesquisa também mostra que pode haver um equivalente masculino de SOP relacionada à perda de cabelo masculina. Um estudo descobriu que homens com calvície masculina de padrão prematuro tinham perfis hormonais semelhantes a mulheres com SOP e também tinham resistência à insulina significativamente maior. Isso mostra como o equilíbrio hormonal adequado em homens também é importante para a saúde, especificamente para a saúde dos cabelos.

Tratamento convencional para a queda de cabelo

Existem várias opções quando se trata de tratamento convencional para a queda de cabelo, todos os quais vêm com efeitos colaterais significativos, a menos que você optar por uma peruca. Os remédios para a queda de cabelo convencionais mais comuns incluem minoxidil tópico, finasterida oral, hormônios tópicos ou orais e esteróides, transplantes de cabelo e cirurgia de restauração capilar.

Um exemplo de tratamento tópico muito comumente usado e convencional é o minoxidil. Uma das versões mais conhecidas é a Rogaine. Os produtos convencionais de crescimento capilar como o Rogaine estão disponíveis sem receita médica e podem ser usados ​​tanto por homens como por mulheres. A finasterida é uma medicação oral para a queda de cabelo apenas em homens e requer receita médica. Tanto o minoxidil como a finasterida não chegam à raiz da perda de cabelo e trabalham apenas para regenerar o cabelo, desde que você use esses medicamentos. Uma vez que você pare de usá-los, o crescimento do cabelo, se houver, será interrompido.

A cirurgia é outra opção convencional que é mais cara e invasiva. Primeiro, há uma cirurgia de transplante de cabelo, que leva o cabelo de outra área do couro cabeludo, onde o cabelo está crescendo bem e se move para uma área de calvície ou desbaste. Esta cirurgia é mais comumente realizada para a calvície masculina. Apenas cerca de 5 por cento das pessoas que sofrem de queda de cabelo são consideradas boas candidatas para a cirurgia de transplante capilar. Isto é devido ao fato de que, ao contrário dos homens que tendem a perder o cabelo em áreas concentradas, as mulheres geralmente experimentam a perda de cabelo em todo o seu couro cabeludo.

Cirurgia de restauração capilar é outra opção de tratamento convencional e pode ser feita de algumas maneiras. Uma maneira é remover o couro cabeludo careca e aproximar o couro cabeludo produtor de cabelo para reduzir a área de calvície. Outra forma de cirurgia envolve colocar dispositivos temporariamente sob o couro cabeludo para esticar as áreas atualmente produzindo cabelo, de modo que diminui a área de calvície. Há também a cirurgia do retalho do couro cabeludo, que leva um pedaço de cabelo produzindo couro cabeludo e cirurgicamente coloca onde há careca.

Uma opção de tratamento convencional mais recente para a perda de cabelo é a terapia a laser de baixa intensidade que usa luz e tratamento térmico para queda de cabelo genética (alopecia androgenética) em homens e mulheres. Até à data, as opiniões médicas deste tratamento são misturadas com muitas pessoas rejeitando-o completamente.

Precauções em relação aos remédios para a queda de cabelo

Quando se trata de tratamentos convencionais para queda de cabelo, há muitos possíveis efeitos colaterais que você deve estar ciente antes de usar qualquer uma dessas opções. Certifique-se de ler atentamente os avisos e levá-los em consideração, porque muitos dos efeitos colaterais são muito graves. Por exemplo, os efeitos colaterais graves de produtos minoxidil como Rogaine podem incluir pelos faciais / corporais indesejados, tontura, batimento cardíaco rápido / irregular, desmaios, dor no peito, inchaço das mãos / pés, ganho de peso incomum, cansaço e dificuldade para respirar.

Os efeitos colaterais da finasterida podem incluir impotência, perda de interesse sexual, problemas para ter um orgasmo, ejaculação anormal, inchaço nas mãos ou pés, sensação de desmaio, dor de cabeça, corrimento nasal e erupção cutânea.

Com a cirurgia de transplante de cabelo, é importante saber que ela não proporciona uma cabeça de cabelo perfeita e instantânea. É comum os cabelos caírem dos enxertos logo após o transplante, e então eles não reaparecem por cerca de três meses. Possíveis efeitos colaterais e complicações de substituição de cabelo ou cirurgia de transplante incluem dor, dormência temporária ou aperto, sangramento, infecção, inchaço da face, cicatrizes, pobre crescimento de enxertos e uma aparência não natural do cabelo transplantado.

Se você está grávida, amamentando ou tem preocupações com a saúde, não deixe de falar com seu médico antes de usar qualquer remédio para queda de cabelo convencional ou natural. Você também deve se certificar de que sua opção de tratamento não interage com nenhum medicamento ou suplemento atual. Além disso, a combinação de tratamentos naturais e convencionais (como o minoxidil com óleos essenciais) pode causar efeitos colaterais indesejados.

Considerações finais sobre remédios para a queda de cabelo

A queda de cabelo é tipicamente mais do que apenas um problema físico irritante. Para muitas pessoas que sofrem perda de cabelo, o sofrimento diário é muito real e tem um enorme impacto sobre eles de muitas maneiras. Pesquisas mostraram que a perda de cabelo pode causar “emoções dramáticas e devastadoras nos pacientes, o que pode afetar negativamente sua autoestima, imagem corporal e / ou autoconfiança”.

Sua queda de cabelo pode não fazer com que você pareça seu eu ideal, mas é importante manter as coisas em perspectiva, porque descer mentalmente e emocionalmente a perda de cabelo só contribuirá para, em vez de ajudar, seu problema. Não há dúvida de que reduzir o estresse ajudará o estado do seu cabelo (e da sua vida), de modo a tentar reduzir a auto fala negativa em prol da saúde do seu cabelo, bem como da sua saúde corporal total.

Se você é uma mulher com perda de cabelo, é uma boa ideia ter sua saúde na tireoide avaliada para ver se o hipotireoidismo ou o hipertireoidismo podem estar na origem dos problemas com o cabelo. Especialistas concordam que o cabelo em sua cabeça é um indicador de sua saúde geral, então o que você faz para melhorar sua saúde geral pode ter um impacto positivo direto em seu cabelo.

Eu sei que pode ser frustrante perder o cabelo, mas não perca a esperança. Com uma dieta saudável e estilo de vida, juntamente com o uso consistente de remédios naturais para queda de cabelo e uma dose de paciência, é realmente possível que seu cabelo cresça mais rápido e mais espesso no futuro próximo.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem