Por que as bifidobactérias são tão boas para você

Existem trilhões de bactérias no seu corpo e são extremamente importantes para sua saúde. Um dos tipos mais importantes é chamado Bifidobacteria.

Essas bactérias benéficas digerem fibra dietética, ajudam a prevenir a infecção e produzem vitaminas e outros produtos químicos importantes.

As baixas contagens de Bifidobacteria foram associadas a muitas doenças, e os suplementos de Bifidobacteria podem ajudar a tratar os sintomas de certas doenças.

Este artigo explica o que são essas bactérias benéficas e por que elas são tão importantes para sua saúde.

Como as bactérias intestinais afetam sua saúde

Por que as bifidobactérias são tão boas para você
Há trilhões de bactérias, fungos, vírus e outros micróbios que vivem em seu corpo.

A maioria destas é encontrada em seus intestinos, particularmente em uma pequena parte do intestino grosso chamado ceco. Coletivamente, esses micróbios intestinais são conhecidos como seu microbioma intestinal.

Pode haver até 1000 espécies de bactérias no microbioma do intestino humano, e cada uma delas desempenha diferentes funções no corpo (1).

Algumas dessas espécies podem causar doenças, mas a maioria delas é extremamente importante para sua saúde.

O microbioma intestinal desempenha vários papéis na saúde ao digerir certos alimentos, controlar o sistema imunológico e produzir substâncias químicas importantes que o corpo não pode fazer por si só (2, 3).

Na verdade, um microbioma insalubre tem demonstrado desempenhar um papel em muitas doenças crônicas, incluindo obesidade, doença cardíaca e câncer (4, 5, 6).

Uma série de fatores podem afetar o microbioma intestinal, incluindo dieta, uso de antibióticos e, particularmente, estresse. Além disso, a forma como os bebês nascem pode afetar seus microbiomas intestinais (7, 8, 9).

Portanto, comer uma dieta que beneficie as bactérias saudáveis ​​dentro do seu microbioma intestinal pode ajudá-lo a reduzir o risco dessas doenças.

Resumindo: Todos os micróbios em seus intestinos são coletivamente conhecidos como o microbioma intestinal. Eles são extremamente importantes para a saúde e prevenção de doenças.

O que são as bifidobactérias?

As bifidobactérias são bactérias em forma de Y encontradas em seus intestinos e são incrivelmente importantes para sua saúde.

Os pesquisadores descobriram quase 50 espécies dessas bactérias benéficas, cada uma delas tem diferentes funções e benefícios para a saúde (10).

Apesar de sua enorme importância para o corpo, as bifidobactérias geralmente compõem menos de 10% das bactérias no microbioma do intestino adulto (11).

Uma das principais funções desse tipo de bactéria em seres humanos é digerir fibra e outros carboidratos complexos que seu corpo não podem se digeridos por conta própria (12).

A fibra ajudar a reduzir o ganho de peso e o risco de diabetes, doenças cardíacas e outros distúrbios crônicos. As bifidobactérias podem ajudar a reduzir o risco dessas doenças ao digerir as fibras (12, 13).

Isso porque, quando elas digerem a fibra, essas bactérias benéficas produzem substâncias químicas importantes chamados ácidos graxos de cadeia curta (SCFAs). Esses compostos desempenham uma série de papéis importantes para a saúde intestinal e também podem ajudar a controlar o apetite (14, 15).

As bifidobactérias ajudam a produzir outros produtos químicos importantes, incluindo vitaminas B e ácidos graxos saudáveis (16, 17).

Elas também podem ajudar a prevenir infecções de outras bactérias, como E. coli, em parte, produzindo produtos químicos que impedem a entrada de toxinas no sangue (18).

Como essas bactérias são importantes para a saúde, elas geralmente são usadas como probióticos em suplementos ou certos alimentos. Os probióticos são micro-organismos vivos que fornecem um benefício específico para a saúde quando consumidos.

Resumindo: Bifidobacteria são bactérias saudáveis ​​encontradas em seus intestinos que ajudam a digerir a fibra, prevenir infecções e produzir produtos químicos saudáveis ​​importantes.

Bifidobactérias em bebês

Essas bactérias benéficas são particularmente importantes para o corpo no início da vida.

Na verdade, elas são um dos primeiros tipos de bactérias a crescer nos intestinos dos bebês depois de nascerem (19).

Nas primeiras semanas de vida, eles podem constituir 60% de todas as bactérias no microbioma intestinal infantil (20).

O seu papel principal durante este período é digerir os açúcares saudáveis ​​no leite materno que são importantes para o crescimento dos bebês (21).

Na verdade, os bebês amamentados tendem a ter níveis muito mais elevados dessas bactérias benéficas em seus intestinos do que aqueles que são alimentados com mamadeiras (22).

Da mesma forma, os bebês que nascem por parto vaginal padrão costumam ter mais Bifidobactérias em seus intestinos em comparação com aqueles nascidos por cesariana. O parto pré-maturo também pode reduzir os níveis dessas bactérias em lactentes (23).

As bifidobactérias também podem ajudar a controlar o sistema imunológico e ajudar a parede intestinal a permanecerem intactas em lactentes, o que pode ajudar a prevenir infecções (24).

Resumindo: As bifidobactérias são algumas das primeiras bactérias a crescer nos intestinos dos bebês. Elas desempenham um papel importante na digestão dos açúcares no leite materno, juntamente com outros efeitos benéficos.

As bifidobactérias podem ajudar a prevenir certas doenças

Muitas doenças estão associadas com baixas bifidobactérias nos intestinos.

Por exemplo, estudos mostraram que pessoas com doença celíaca, obesidade, diabetes, asma alérgica e dermatite parecem ter níveis mais baixos de Bifidobacteria em seus intestinos em comparação com pessoas saudáveis (25, 26, 27).

Por esse motivo, vários estudos examinaram se tomar Bifidobacteria sob a forma de suplementos probióticos pode aumentar a sua abundância no intestino e melhorar os sintomas da doença.

Certas espécies podem ajudar a melhorar os sintomas da síndrome do intestino irritável (IBS), incluindo inchaço, cólicas e dor abdominal.

Um grande estudo de 362 pessoas descobriu que tomar um probiótico de Bifidobacteria durante quatro semanas melhorou significativamente os sintomas da IBS (28).

Outros estudos descobriram que o mesmo probiótico de Bifidobacteria também reduziu a inflamação em pessoas com doença inflamatória intestinal, colite ulcerativa, síndrome de fadiga crônica e psoríase (29, 30).

Esta tensão crucial de bactérias pode ajudar a melhorar outros marcadores de saúde também. Um estudo descobriu que tomar um probiótico Bifidobacteria durante 45 dias reduziu o índice de massa corporal (IMC) e o colesterol no sangue em pessoas com síndrome metabólica (31).

Estudos têm encontrado efeitos positivos semelhantes para a redução do colesterol (32).

Curiosamente, os probióticos de Bifidobacteria podem até ajudar a saúde do cérebro.

Dois estudos mostraram que, em combinação com outros probióticos, a Bifidobacteria reduziu o sofrimento psicológico e os pensamentos negativos associados ao humor triste em pessoas saudáveis (33, 34).

Além disso, um estudo recente foi o primeiro a mostrar que os probióticos podem beneficiar as pessoas com depressão.

Um estudo investigou os efeitos de um probiótico de Bifidobacteria em 44 pessoas com IBS e depressão leve a moderada. Aqueles que tomaram o probiótico tiveram escores de depressão significativamente inferiores aos que tomaram o placebo (35).

Resumindo: Uma série de doenças estão associadas a níveis reduzidos de Bifidobacteria nos intestinos. Os suplementos das bactérias podem ajudar a tratar IBS, colesterol elevado e até mesmo distúrbios de saúde mental.

Como aumentar as bifidobactérias em seu intestino

Aumentar a quantidade de Bifidobacteria em seus intestinos pode ajudar a prevenir ou tratar sintomas de várias doenças.

Aqui estão algumas maneiras de ajudá-las a crescer:
  • Tome probióticos: o consumo de probióticos de Bifidobacteria pode aumentar seu número em seus intestinos.
  • Coma alimentos ricos em fibras: estas bactérias benéficas podem quebrar fibras. Portanto, alimentos ricos em fibras, como maçãs, alcachofras, mirtilos, amêndoas e pistácios, podem ajudar sua Bifidobacteria a prosperar (36, 37, 38).
  • Coma alimentos prebióticos: Não deve ser confundido com probióticos, os prebióticos são carboidratos que ajudam as bactérias saudáveis ​​a crescer. Cebolas, alho, bananas e outras frutas e vegetais contêm todos os prebióticos que podem aumentar a Bifidobacteria (39, 40).
  • Coma polifenóis: os polifenóis são compostos vegetais que podem ser quebrados por bactérias intestinais. Os polifenóis de alimentos como cacau, chá verde e vinho tinto aumentam a Bifidobacteria no intestino (41, 42).
  • Coma grãos integrais: grãos inteiros como aveia e cevada são muito bons para a saúde intestinal e podem ajudar a aumentar a Bifidobactéria intestinal (43, 44).
  • Coma alimentos fermentados: alimentos fermentados como iogurte e kimchi contêm bactérias saudáveis. Eles contêm principalmente Lactobacilli, mas às vezes também contêm Bifidobactérias, e ajudam a aumentá-las no intestino (45).
  • Exercício: alguns estudos em camundongos sugeriram que o exercício pode aumentar a Bifidobacteria. As mulheres que se exercitam mais também tendem a ter mais bactérias, mas isso pode ser devido a outros fatores, como uma dieta saudável (46, 47).
  • Aleitamento materno: se puder, considere amamentar seu bebê para aumentar sua Bifidobactéria. Os bebês amamentados tendem a ter mais bactérias do que aqueles alimentadas com mamadeiras (23).
  • Escolha o nascimento vaginal, quando possível: Os bebês nascidos por parto vaginal padrão têm mais Bifidobactérias do que aqueles nascidos por cesariana (24).
Resumindo: Você pode aumentar a Bifidobacteria comendo alimentos ricos em fibras, como frutas, vegetais e grãos integrais. Você também pode tomar probióticos que contenham bactérias.

Concluindo

Os seus intestinos estão cheios de trilhões de bactérias que são extremamente importantes para sua saúde, e as bifidobactérias são um dos tipos mais importantes para o bem-estar da vida.

Eles desempenham uma série de funções importantes, incluindo a digestão dos açúcares no leite materno em lactentes e o controle do sistema imunológico e a saúde intestinal em adultos.

Os probióticos de Bifidobacteria podem mesmo ajudar a tratar sintomas de certos transtornos, como a doença inflamatória intestinal.

A melhor maneira de aumentar os níveis dessas bactérias benéficas no intestino é comer uma ampla gama de frutas ricas em fibras, vegetais, grãos integrais, nozes, sementes e alimentos fermentados.
Por que as bifidobactérias são tão boas para você Por que as bifidobactérias são tão boas para você Reviewed by Aldenir Araujo on julho 25, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.