10 maneiras simples e efetivas de baixar o colesterol naturalmente

Você provavelmente já ouviu falar que nossa dieta é um dos fatores mais críticos para nossa saúde e sistema cardiovascular. O colesterol é um composto que cobre as paredes internas dos vasos sanguíneos e reduz gradualmente o espaço no qual o sangue pode passar. Conhecemos esse processo pelo nome de "pressão sanguínea".

As consequências da hipertensão arterial são doenças cardiovasculares e um perigo real de ataque cardíaco. Resultados da pressão arterial elevada devido a outros fatores, mas não há dúvida de que o colesterol é o principal.

Diz-se que cerca de 25% do colesterol em nosso corpo vem da nossa dieta e 75% é produzido dentro do nosso organismo pelo fígado. Portanto, sempre haverá pessoas que mantêm uma alimentação saudável, mas ainda têm níveis elevados de colesterol, mas não subestimam os 25% que vêm da sua dieta. Eles ainda desempenham um papel importante.
10 maneiras simples e efetivas de baixar o colesterol naturalmente
Para melhorar os níveis de colesterol no sangue e reduzir o colesterol de forma natural, existem hábitos simples, mas vitais, que devem ser cumpridos. Aqui estão dicas para ajudá-lo a colocar seu colesterol no nível certo:

1. Leia além do rótulo “baixo teor de gordura”

Mesmo os alimentos que afirmam ter pouca gordura podem contribuir significativamente para os níveis de colesterol. Muitas vezes, a redação dos rótulos refere-se à quantidade de uma porção, ou a 100 gramas ou a uma embalagem. Mas se, por exemplo, você precisa consumir 300 gramas deste alimento para se sentir satisfeito, você precisa reexaminar o significado de "baixo teor de gordura". Não deixe os slogans te enganar - verifique os valores nutricionais em números.

2. Coma muita fibra

Estudos descobriram que o aumento do consumo de fibra solúvel, como o encontrado em frutas e vegetais, de 5 a 10 gramas por dia, pode levar a uma diminuição de 5% no nível de colesterol no sangue.

De 5 a 10 gramas é apenas adicionar uma fruta ou um vegetal por dia - não é um grande esforço, mas com um grande benefício.

3. Coma ovos com moderação

O consumo diário recomendado de colesterol é de 300 mg para pessoas saudáveis. Um único ovo contém cerca de 213 mg de colesterol, o que deixa quase outros 90 mg disponíveis. Isso significa que você pode comer ovos, pois eles têm muitos benefícios para a saúde, mas você precisa planejar o resto das refeições em conformidade. Por exemplo, nos dias em que você comer ovos, reduza o consumo de colesterol de outras fontes.

4. Comece a manhã do jeito certo

Em vez do pãozinho habitual, prefira começar o dia com aveia ou farelo. É comum afirmar que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, então você deve dar o lugar certo. Um copo de aveia ou farelo tem cerca de 2 gramas de fibra solúvel e 4 gramas de fibra no total. Adicione pedaços de frutas para um sabor doce e seu café da manhã anticolesterol estará pronto. Com uma boa quantidade de fibra solúvel, o seu nível de colesterol permanecerá baixo.

5. Tente reduzir a quantidade de gordura saturada que você consome

Há uma controvérsia sobre o papel das gorduras saturadas em seus níveis de colesterol. O estabelecimento médico fala sobre o grande dano da gordura saturada que aumenta o nível de colesterol no sangue. A American Heart Association recomenda limitar a quantidade de gorduras saturadas que você come a menos de 7% de suas calorias diárias totais. Isso significa, por exemplo, que se você precisar de cerca de 2.000 calorias por dia, então, o máximo de 140 devem provir de gorduras saturadas. São cerca de 16 gramas de gorduras saturadas por dia. Os alimentos comuns que contêm gorduras saturadas provêm principalmente de fontes animais, por exemplo: manteiga, carne gorda, carneiro ou carne de porco, aves com pele, banha e creme. Também os docinhos e muitos alimentos cozidos e fritos podem conter altos níveis de gorduras saturadas. Alguns alimentos vegetais, como óleo de palma e óleo de coco, também contêm gorduras saturadas, mas não contêm colesterol.

No entanto, pesquisas mais recentes afirmam que é verdade que as gorduras saturadas aumentam suavemente o colesterol ruim (LDL), mas apenas as partículas grandes que não estão associadas a doenças cardiovasculares. Em qualquer caso, coma gordura saturada com moderação.

6. Conheça as fontes de gordura trans

A gordura trans existe naturalmente em carne e produtos lácteos e pode ser criada por um processo químico que converte gordura normal em gorduras trans. A gordura trans é considerada uma das piores gorduras industriais em geral, e um dos principais culpados de colesterol alto.

Certifique-se de conhecer os alimentos que você consome e seu conteúdo de gordura trans. Tente removê-lo do seu menu ou, pelo menos, minimize seu consumo. Os alimentos que contêm gorduras trans são vários doces que contêm margarina, mas você pode verificar a quantidade de gordura trans em todos os itens alimentares, já que os fabricantes são obrigados por lei a relatar as quantidades de gordura.

7. Coma peixe

A carne é uma parte essencial da dieta de muitas pessoas, mas não deve ser exclusiva. A carne é rica em gorduras que aumentam o colesterol, enquanto o peixe, como o salmão e o atum, por exemplo, são ricos em ômega -3, que realmente ajuda a reduzir o colesterol. Portanto, recomenda-se que adicione peixes ao seu menu semanal duas ou três vezes em detrimento da carne. Também diversificará sua nutrição e ajudará a combater o colesterol.

8. Consumir as gorduras corretas

Como sabemos, nem todas as gorduras aumentam o colesterol e existem gorduras que ajudam a prevenir o seu dano e elevam o colesterol bom (HDL). Alimentos como o azeite, o abacate, o peixe, a linhaça e as nozes contêm gordura essencial para a nossa saúde, como os omega-3. Este ácido gordo atua, entre outras coisas, para diminuir a quantidade de triglicerídeos no sangue e reduzir o colesterol.

Coma esses alimentos ao invés de alimentos ricos em gorduras que contribuem para o colesterol ruim (LDL), e assim você ganhará uma vantagem dupla.

9. Óleos tropicais

O óleo de palma e o óleo de coco recebeu uma boa reputação nos últimos anos, uma vez que são óleos vegetais, e de fato escreveu no passado sobre os muitos benefícios para a saúde do óleo de coco. No entanto, verificou-se que o óleo de palma, por exemplo, tem 80% de gordura saturada. A Organização Mundial da Saúde, bem como organizações de saúde de países como EUA, Canadá e Reino Unido, começaram a recomendar para reduzir significativamente o consumo de óleo de coco devido aos altos níveis de gordura saturada. Portanto, embora o óleo de coco tenha muitos benefícios para a saúde, você ainda precisa consumi-lo com moderação, o que significa até 3 colheres de sopa por dia.

10. Alimentos recomendados

As dicas acima dão alguns exemplos de alimentos que você pode evitar ou reduzir seu consumo, mas aqui você encontrará alguns alimentos que podem contribuir para níveis bons de colesterol (HDL) e diminuir o colesterol ruim (LDL):

Amêndoas - a pele da amêndoa contém compostos que impedem a oxidação de moléculas de LDL, evitando assim danos à parede dos vasos sanguíneos.

Abacate - esta fruta saborosa é rica em gordura monoinsaturada, e também aumenta o colesterol bom e reduz o colesterol ruim, especialmente em pessoas com níveis elevados de colesterol.

Cevada - um estudo do Departamento de Agricultura dos EUA descobriu que a adição de cevada à sua dieta pode diminuir até o dobro dos níveis de LDL.

Feijões e lentilhas - Outro estudo dos EUA descobriu que a adição de lentilhas e feijões a uma dieta com pouca gordura aumentou o dobro de sua eficácia.

Mirtilos – o mirtilo contém um antioxidante muito poderoso que pode prevenir o dano causado pelo colesterol ruim. Para saber mais sobre as incríveis propriedades curativas dos mirtilos, bem como outras bagas, dê uma olhada no meu artigo As 8 bagas mais saudáveis ​​que você pode comer. Este artigo irá ensinar-lhe como transformar a sua saúde com bagas.

Aveia - uma pesquisa realizada na Universidade de Toronto no Canadá descobriu que as mulheres que adicionaram aveia a uma dieta saudável para o coração, aumentaram em 11% os níveis de colesterol bom no corpo.

Álcool (com moderação) - De acordo com o site da WebMD, alguns estudos descobriram que as pessoas que bebem álcool com moderação têm taxas mais baixas de doença cardíaca e podem até viver mais tempo do que aqueles que não consomem álcool. Em particular, o vinho tinto pode oferecer o maior benefício para reduzir o risco de doença cardíaca porque contém níveis mais elevados de produtos químicos vegetais naturais, como o resveratrol, que possuem propriedades antioxidantes e podem proteger as paredes das artérias. Muitos acreditam que o principal benefício cardiovascular do álcool é derivado através da sua capacidade de aumentar os níveis de colesterol HDL.

A evidência da pesquisa aponta para o etanol ou o componente de álcool, de cerveja, vinho como a substância que pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol ruim e aumentar o colesterol bom. A WebMD recomenda escolher qualquer bebida alcoólica que você goste, beba com moderação e tente toma-la com as refeições. Por favor, note - é importante enfatizar aqui a questão da dosagem, e se tiver alguma dúvida, consulte um nutricionista / médico.

Essas dicas são projetadas para nos adaptar a mais alguns hábitos para melhorar nossa saúde e, como você pode ver, eles não exigem um esforço especial. Também é aconselhável começar a realizar testes rotineiros de colesterol e acompanhar a partir dos 30 anos. Em caso de problema médico, não se esqueça de consultar seu médico e aderir às suas diretrizes.
10 maneiras simples e efetivas de baixar o colesterol naturalmente 10 maneiras simples e efetivas de baixar o colesterol naturalmente Reviewed by Sadestar Saúde on novembro 27, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.