Sua tireoide é uma glândula que produz hormônios localizada no meio da parte inferior do pescoço. Tem um impacto em todas as células, órgãos e tecidos do corpo. Regula a temperatura do seu corpo, o peso corporal, a frequência cardíaca, a taxa metabólica e a produção de energia. Embora seja um órgão muito pequeno, sua função ideal é vital para sua saúde e bem-estar geral.

Estima-se que 27 milhões de americanos sofrem de uma doença da tireóide. E quase metade dessas pessoas atualmente não são diagnosticadas. O risco de um mau funcionamento da tiroide aumenta com a idade e as mulheres têm mais probabilidades de serem diagnosticadas com problemas de tiroide do que os homens.

O hipotireoidismo, ou uma tireóide sub-ativa, ocorre quando a glândula tireoide não funciona adequadamente e não produz hormônio tireoidiano suficiente. O hipertireoidismo, por outro lado, é quando sua glândula tireóide sobrecarrega e produz muito do seu hormônio regulador.

A glândula pituitária do cérebro controla a atividade da glândula tireóide secretando TSH (hormônio estimulante da tireoide). Este é o hormônio que estimula a tireóide a produzir os hormônios T3 e T4.

Os médicos irão examinar os níveis de TSH e os níveis de hormônios da tireóide para descobrir se uma pessoa sofre de hipertireoidismo ou hipotireoidismo. Pessoas que sofrem de hipertireoidismo geralmente apresentam baixos níveis de TSH. No entanto, níveis elevados de TSH geralmente indicam hipotireoidismo.

Você pode encontrar informações sobre os 13 principais sinais de que você pode ter um distúrbio da tireóide e este artigo será tudo sobre hipotireoidismo e sobre como tratá-lo naturalmente como está se tornando um grande problema para muitos brasileiros.

8 Remédios Naturais Para Aumentar a Função da Tireóide Naturalmente

Causas comuns de problemas de tireóide

  • Radiação e exposição a metais pesados
  • Intolerâncias alimentares
  • Desequilíbrios hormonais

Sintomas de hipotireoidismo

Os sintomas podem ser vagos e muitas vezes negligenciados por muitos médicos e profissionais de saúde.
Para obter informações mais detalhadas sobre os sintomas do distúrbio da tireóide, leia o artigo: Os 13 principais sinais de que você pode ter um distúrbio da tireóide.

Como tratar o hipotireoidismo naturalmente

A cura do hipotireoidismo é um processo lento que pode levar até um ano ou mais. Os tratamentos envolvem ajudar sua tireóide a curar e evitar possíveis gatilhos. As drogas hipotireoideanas são altamente viciantes e a maioria das pessoas é aconselhada a tomar para sempre. Então, para aqueles que tomam esses medicamentos há anos, você deve reduzir lentamente o consumo.

Parar abruptamente a sua medicação pode até empurrá-lo ainda mais para baixo da faixa e causar fadiga extrema e problemas adicionais da tireóide. Portanto, certifique-se de entrar em contato com seu médico ou profissional de saúde primeiro.

1. Dieta alimentar saudável e integral

Reduzir ou eliminar a cafeína, açúcar, adoçantes artificiais, carboidratos refinados, grãos refinados e alimentos processados. Aumente a ingestão de fontes saudáveis ​​de proteínas e gorduras saudáveis, como nozes, sementes, abacate, óleo de coco, manteigas de nozes, quinoa, legumes, carnes de pasto orgânico e peixes de viveiro sustentável. As proteínas ajudam o corpo a transportar o hormônio tireoidiano para todos os seus órgãos e tecidos.

2. Eliminar a soja e equilibrar os níveis de estrogênio

Muito estrogênio diminui a glândula tireóide. Evite a medicação anticoncepcional, toda a carne não orgânica (o hormônio do crescimento da carne pode causar desequilíbrios hormonais), reduza a ingestão de laticínios e aumente a fibra na dieta.

Todos os produtos de soja devem ser eliminados, pois contêm fitoestrógenos que causam grandes desequilíbrios hormonais e também podem causar um aumento, ou bócio, que perturba o uso de iodo.

3. Eliminar os seguintes desreguladores da tireoide

  • Eliminar panelas antiaderentes
  • BPA's encontrados em garrafas plásticas
  • Metais pesados: você pode usar uma combinação de leite de cardo, açafrão, chlorella e coentro para eliminar metais pesados ​​do corpo

4. Abordar as deficiências de vitaminas e nutrientes

Embora as deficiências de vitaminas e nutrientes não sejam a causa do hipotireoidismo, não ter o suficiente de alguns desses nutrientes essenciais pode piorar os sintomas ou mesmo incapacitar os sistemas de recuperação do organismo. Você pode ler o artigo: Entendendo as vitaminas e seus benefícios para a saúde e como elas funcionam.

Iodo: nossa tireóide precisa de iodo para funcionar corretamente. Se você está planejando tomar suplementos de iodo, certifique-se de contatar o seu médico primeiro. O iodo natural pode ser encontrado em peixes, mariscos, krill, legumes do mar, ovos, acelga, espargos, feijão, cogumelos, sementes de gergelim, alho e abobrinha.

Vitamina D: certifique-se de passar algum tempo ao sol. Os níveis normais de vitamina D estão entre 50-80ng / ml. Qualquer coisa abaixo de 32ng / ml pode causar perturbações hormonais.

Ácidos graxos ômega-3: os Ômega-3 são os blocos de construção de seus hormônios que controlam o crescimento e a função imunológica. Ambos são superimportantes para uma boa glândula tireóide em funcionamento. O ômega-3 pode ser encontrado em peixes, carne alimentados com capim orgânico, sementes e nozes.

Glutationa: é um poderoso antioxidante conhecido por fortalecer o sistema imunológico, proteger e curar o tecido da tireóide. Os alimentos que aumentam a glutationa são aspargos, pêssegos, abacate, espinafre, alho, abóbora, ovos e toranja.

Outras vitaminas e nutrientes importantes a serem observados são o selênio, o ferro, o zinco, o cobre, a vitamina A e a vitamina B12.

5. Probióticos

Alguns estudos ligam problemas do sistema imunológico, como mau funcionamento da tireóide, com o sistema digestivo. Portanto, uma flora intestinal saudável é muito importante para pessoas que enfrentam hipotireoidismo. Uma flora intestinal equilibrada pode ajudar seu corpo a reduzir ataques na glândula. Você pode encontrar informações em um post anterior sobre Como os Probióticos Podem Ajudar a Combater a Síndrome do Intestino Irritável

6. Cuidado com os biogênicos

Os goitrogênicos pode interferir com a função da tireóide e aumentar a glândula tireóide. Alimentos que contêm goitrogênicos incluem brócolis, couve de Bruxelas, repolho, couve-flor, couve, couve-rábano, nabo, milho, espinafre, morango, pêssego, agrião, amendoim, rabanete e soja.

Eu não estou dizendo que você não pode comer esses alimentos completamente, com exceção da soja, esses devem ser evitados em todos os momentos. Cozinhar inativa esses compostos, assim evitar comer alimentos ricos em goitrógenos cru.

7. Vá sem glúten

A composição molecular do glúten é quase idêntica ao tecido da tireóide. Especialmente quando você tem Hashimoto, uma condição autoimune da tireóide, o glúten deve ser eliminado para evitar um aumento de ataques autoimunes na glândula tireóide.

8. Consumir Gorduras Saudáveis

Consumação insuficiente de gorduras saudáveis ​​e colesterol pode levar a desequilíbrios hormonais, incluindo hormônios da tireóide. Ambos são precursores importantes ou blocos de construção da maioria dos hormônios. Gorduras saudáveis ​​incluem abacate, azeite, óleo de coco, ghee, semente de linho, peixe, iogurte, queijo, nozes, manteigas de nozes e leite de nozes.

Óleos hidrogenados ou processados ​​como o óleo de canola devem ser evitados sempre que interfiram na produção de hormônios da tireoide.

Se você não tem nenhum problema médico com a glândula tireoide, mas quer mantê-lo em ótimas condições de uso.