O que é polidipsia?

A polidipsia é melhor descrita como tendo sede excessiva. Imagine o quão sedento você se sente em um dia muito quente ou depois de um treino extenuante - não parece haver liquido suficiente para satisfazer a intensa sede que você está sentindo. Agora, pegue essa sensação e imagine-a o tempo todo, todos os dias, sem alívio da água que você tomou.

Pessoas com polidipsia têm sede excessiva e bebem mais água do que o normal. A polidipsia não é uma doença, mas sim um sintoma de outra condição e é frequentemente, mas nem sempre, o primeiro indício de diabetes.
Polidipsia (Sede Excessiva) - Você é Escravo da Sede?

A ligação entre polidipsia e diabetes

Pessoas com diabetes geralmente têm um aumento na sede e bebem mais água do que a maioria das pessoas, o que é uma boa indicação de que os níveis de glicose no sangue são mais altos que o normal.

Como isso funciona? O açúcar puxa a água para o sangue e os rins tentam remover o açúcar adicional produzindo mais urina.

As células ficam desidratadas, o que causa a sede excessiva. Alguém com diabetes vai beber ainda mais água na esperança de satisfazer essa sede, mas essa água é removida como urina, e o ciclo se repete porque as células ainda não têm a quantidade certa de água. Portanto, não importa quanta água seja consumida, o diabético continuará com sede.

Causas da polidipsia

A sede excessiva pode ser atribuída a várias outras coisas além do diabetes. Outras causas de polidipsia podem incluir algo tão simples como comer uma refeição salgada ou picante; você sabe que provavelmente vai beber muita água nas próximas horas depois.

Perder muito sangue por causa de um acidente e tomar certos medicamentos também pode causar isso. Além disso, infecções graves, atividade física vigorosa, diarreia, vômito e um distúrbio mental chamado polidipsia psicogênica podem causar isso.

Sofrer queimaduras graves é outra causa de sede excessiva, porque pode levar a uma perda de líquido no corpo. A gravidez também pode causar sede extrema.

Sintomas de polidipsia

A polidipsia pode ser detectada por dois sintomas principais:
  • A primeira é a sede excessiva que não pode ser satisfeita, independentemente da quantidade de água consumida. Isso significa que você teria que beber pelo menos 100 mL de água por cada quilo de peso corporal, todos os dias.
  • O segundo sintoma é um resultado natural do primeiro - urinar muito, também conhecido como poliúria. Existe uma medida exata para ajudá-lo a determinar o que pode ser considerado excessivo: urinar mais de cinco litros de líquidos em 24 horas. Isso é considerado demais e deve ser observado para que, se você decidir consultar um médico, tenha as informações necessárias para ajudar a determinar uma causa.
  • Outros sintomas incluem urinar à noite, seja se levantando para usar o banheiro ou urinando na cama enquanto dorme.

Diagnóstico para polidipsia

A polidipsia não é uma doença em si, mas é tipicamente um sintoma de uma condição médica subjacente. Ter um médico investigando sobre diabetes mellitus ou diabetes insipidus pode ser útil para determinar o diagnóstico de polidipsia, porque estas são as causas mais comuns.

Há uma série de exames que seu médico pode fazer para determinar o motivo da sua polidipsia, se ela está relacionada à diabetes ou não:
  • Examinar sua função renal e os níveis de glicose provavelmente serão o que seu médico examina primeiro para descartar problemas renais e diabetes, respectivamente.
  • Um teste de urina e teste de privação de água também são testes iniciais típicos para ajudar a diagnosticar a polidipsia.

Tratamento para polidipsia

O tratamento da polidipsia depende da causa específica, que será determinada pelo seu médico. Felizmente, existem vários tratamentos para a polidipsia:
  • Desmopressina: Este é o medicamento preferido no mercado agora. O medicamento ajuda a controlar a polidipsia reduzindo a quantidade de urina produzida pelo corpo, o que, por sua vez, limita o quanto um paciente com polidipsia sentirá a necessidade de ingerir quantidades excessivas de água.
  • Tratamento comportamental: Uma maneira de gerenciar e tratar a polidipsia sem o uso de drogas é através do tratamento comportamental, incluindo intervenção e modificação. Um médico ajudará a determinar qual curso de tratamento é melhor, com base nos resultados dos exames e outros fatores descobertos no estágio de diagnóstico.
O diagnóstico precoce e o tratamento da polidipsia são importantes, para evitar complicações e danos irreversíveis.

Quando você deve procurar um médico para tratar a polidipsia?

Decidir quando procurar um médico para determinar o motivo da sua sede excessiva é um primeiro passo importante para obter a ajuda necessária.

A primeira consideração é se você já tem diabetes e está experimentando um aumento em sua sede e consumo de água por um número de dias.

Não se preocupe se for apenas por um dia - você pode estar desidratado ou talvez tenha feito uma refeição salgada algumas horas antes.

Se a diabetes não é uma preocupação para você, consulte um médico se a sede anormal e a ingestão de água continuarem por vários dias e não puderem ser explicadas por coisas como sudorese, comida salgada, medicação, esforço físico ou calor extremo.

Referencias: