Os benefícios do gengibre para a saúde incluem o combate à náusea, a inflamação, o alívio da osteoartrite, o apoio à saúde e o bem-estar intestinal, a prevenção do câncer, o alívio efetivo das cólicas e dores menstruais, uma boa alternativa aos AINEs (anti-inflamatórios não esteroides), ajuda a controlar o colesterol, auxilia na saúde do sangue, combate a dor muscular, combate bactérias e fornece micronutrientes essenciais.

O Que é Gengibre?

O gengibre é uma raiz vegetal que é apresentada em uma variedade de culinárias culturais como tempero e alimento natural. É da mesma família do açafrão, que também revisamos. Tradicionalmente, o gengibre tem sido usado para o tratamento de náuseas e tonturas. Ele também ganhou uma reputação como um impulsionador da testosterona nos círculos de fitness, quando aplicado em quantidades relativamente grandes. Este artigo discutirá as evidências científicas para os usos atribuídos ao gengibre, bem como aquelas que as pesquisas demonstraram além dos usos originais.

28 Benefícios do Gengibre à Saúde

Valor nutricional do gengibre

  • Cálcio 1g
  • Carboidrato 18g
  • Fibra dietética 2g
  • Ferro 3g
  • Magnésio 10g
  • Potássio 415 mg
  • Sódio 13mg
  • Vitamina B-6 10g
  • Vitamina C 18g

13 Benefícios Impressionantes do Gengibre Para a Saúde

1. Náusea

Como uma cura tradicional para a náusea, o gengibre tem sido utilizado em uma variedade de produtos, desde remédios à base de ervas até remédios formais, para atenuar os sintomas de doenças. Seja na forma de um chá de limão e gengibre ou um suplemento em pó, as evidências sugerem fortemente que o gengibre pode de forma confiável curar náuseas - especialmente aquelas associadas à gravidez, enjoo do mar ou enjoo de viagem regular. Isso varia com base na quantidade, mas os testes sugerem que qualquer lugar entre 1 e 3g pode ser consumido sem efeitos negativos, afetando os sintomas e pode ser incorporado em alimentos ou bebidas líquidas.

2. Anti-inflamatório

O gengibre, como seu primo açafrão, tem um efeito profundo nos processos inflamatórios do corpo - especialmente aqueles associados à osteoartrite. O gengibre parece suprimir processos inflamatórios durante / após o consumo, mas também pode ser aplicado como um tratamento líquido tópico para dor, especialmente associada a dores nas articulações. Os efeitos não são comparáveis ​​aos analgésicos pesados, mas apresentam uma significância estatística semelhante à do AINE ibuprofeno - sem irritação do estômago!

3. Alívio da osteoartrite

As implicações específicas para a osteoartrite são claras, quando é lembrado que os efeitos das pomadas à base de gengibre são especificamente eficazes para doenças baseadas nas articulações. Embora tenha demonstrado ser semelhante ao ibuprofeno na dor geral, é ligeiramente menos eficaz do que o ibuprofeno no tratamento dos próprios sintomas da osteoartrite. Mesmo assim, devemos considerar o fato de que foi superior ao placebo e não apresenta os efeitos colaterais prejudiciais associados aos Anti-inflamatórios Não Esteróides (AINEs) como o ibuprofeno.

4. Saúde e bem-estar intestinal

O gengibre, como muitos outros condimentos de raiz (e a cúrcuma intimamente relacionado), tem efeitos positivos profundos na maneira como o corpo digere os alimentos e pode afetar positivamente a saúde intestinal a longo prazo, incluindo a redução do risco de problemas graves, como câncer. O consumo de gengibre está associado a dois fatores importantes na digestão dos alimentos: a proteção contra a inflamação do intestino e o aumento da velocidade da “motilidade gástrica”. Simplificando, o gengibre nos faz digerir os alimentos mais rapidamente, ao mesmo tempo que protege o intestino dos efeitos negativos do uso excessivo.

5. Prevenção do câncer

Os efeitos disso não são apenas de curto prazo, entretanto, com algumas evidências iniciais sugerindo que pode nos proteger de cânceres de cólon / colorretal. Esta forma de câncer está associada a uma variedade de fatores dietéticos (como baixa ingestão de fibra alimentar, baixo consumo de verduras ou a ingestão excessiva de carnes vermelhas processadas principalmente), o que significa que aqueles que estão em maior risco devido às suas dietas irá se beneficiar mais dos efeitos positivos do consumo de gengibre.

6. Cólicas e dores menstruais

Um dos benefícios de saúde mais úteis do gengibre é o efeito que pode ter sobre a dismenorreia, ou "cólica menstrual". Como mencionado antes, dores como essa são frequentemente tratadas com AINEs como o ibuprofeno - compostos que têm graves efeitos gastrointestinais na saúde. Os efeitos negativos de tais compostos podem se acumular ao longo do tempo e, com o início regular e cíclico da dor menstrual, pode causar danos quase crônicos a tais tecidos.

7. Alternativa para AINEs

Quando substituímos essas substâncias por remédios naturais como o gengibre, cujas propriedades anti-inflamatórias e analgésicas já foram observadas, vemos um efeito comparável sobre a dor, sem quaisquer efeitos colaterais ou problemas digestivos. Na verdade, como mencionado acima, esse alimento pode realmente melhorar a saúde intestinal - algo de que podemos precisar se estamos acostumados a resolver problemas com o ibuprofeno. O interessante é que este estudo usou quantidades muito pequenas de gengibre em comparação com outros ensaios clínicos: a dor da dismenorreia foi tratada com apenas 1g de gengibre, enquanto as doenças relacionadas com náuseas são normalmente tratadas com 1-3g. Parece plausível que pesquisas adicionais, enfocando a administração de qualidades suplementares maiores, possam trazer mais informações sobre os efeitos dependentes da dose. Simplificando, é possível que mais gengibre resulte em mais alívio da dor.

8. Saúde do sangue: gerenciamento de colesterol

Os primeiros estudos sugerem que pode diminuir o colesterol total no sangue, melhorando a saúde do sangue e reduzindo as chances de desenvolver complicações cardíacas graves associadas a hipertensão, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, aneurisma e problemas gerais de placa arterial. O consumo regular de gengibre, considerando os efeitos dietéticos, os processos anti-inflamatórios e a regulação do colesterol sanguíneo, pode fazer uma grande diferença na saúde e longevidade do nosso coração.

9. Saúde do sangue: outros lipídios

Além de simplesmente afetar os níveis de colesterol, o estudo aborda o fato de que seu consumo também pode reduzir os níveis de quase todos os outros lipídios na corrente sanguínea. Os níveis de HDL, LDL e triglicerídeos diminuíram em linha com as reduções do colesterol quando o gengibre foi consumido. Novamente, isso reduzirá a pressão arterial e terá efeitos positivos na saúde do coração - embora haja desacordo sobre o grau de efeito associado aos triglicerídeos na corrente sanguínea, foi reconhecido que sua presença aumenta a chance de ataques cardíacos. Qualquer coisa que os reduza, como a ingestão de gengibre na dieta, é uma mudança positiva.

10. Memória

Além de simplesmente melhorar os riscos associados à doença de Alzheimer, pode melhorar ativamente a memória de indivíduos saudáveis. Embora os resultados pareçam ser menores, as habilidades cognitivas e a memória são melhoradas pelo consumo de gengibre entre mulheres de meia-idade. Estes foram relatados em doses inferiores a 1g, portanto podemos supor que existem alguns efeitos positivos para uma maior ingestão alimentar.

11. Dor muscular

Os processos anti-inflamatórios que foram atribuídos ao gengibre também podem ser capazes de melhorar a recuperação de atletas e entusiastas do condicionamento físico após o treinamento. Dor muscular de início tardio (DMIT) é uma resposta comum ao exercício e pode ser incrivelmente desagradável: eles incluem dores nos músculos, rigidez, estalos nas articulações e dificuldade geral de movimento. O consumo de gengibre só foi demonstrado em estudos e circunstâncias limitados, mas existem razões hipotéticas para supor que isso ocorreria. Melhorias na saúde do sangue, efeitos anti-inflamatórios e micronutrientes incluídos no gengibre terão impactos positivos nos músculos e podem melhorar a recuperação.

12. Efeitos antibacterianos

Gingerol, um ingrediente ativo do gengibre e claramente nomeado para a especiaria, tem profundos efeitos antibacterianos. O consumo de gengibre na dieta pode reduzir as chances de contrair infecções bacterianas e tem sido associado à resistência digestiva, dentária e de tecidos moles a doenças. Existem vários mecanismos diferentes para isso, mas para o consumidor, a parte importante é simplesmente que um papel maior do gengibre na dieta estará correlacionado com menos doenças e infecções.

13. Perfil de micronutrientes

Finalmente, mas definitivamente um dos aspectos mais importantes, é o conteúdo de micronutrientes e fitonutrientes do Gengibre. Embora os efeitos específicos de muitos desses compostos tenham sido discutidos acima, a ingestão geral de nutrientes é uma das partes mais importantes da estruturação de uma dieta e é importante conhecer os usos práticos. Os principais nutrientes ativos do gengibre são cromo, magnésio, zinco e potássio. Entre eles, esses nutrientes desempenham papéis importantes na circulação sanguínea, crescimento adequado, reparação de tecidos, saúde reprodutiva, densidade óssea e saúde metabólica. Por exemplo, o gengibre tem uma taxa de potássio por 100g comparável à da banana - um alimento que tem uma reputação de conteúdo de potássio há décadas. Embora possamos não consumir grandes quantidades de gengibre, a presença de uma variedade de micronutrientes eficazes apenas o torna um “superalimento” mais atraente e eficaz.

14. Reduz os níveis de colesterol

Vários estudos provaram que altos níveis de LDL (lipoproteínas conhecidas como colesterol ruim) contribuem diretamente para problemas cardiovasculares drásticos. A dieta que você consome diariamente influencia os níveis de LDL e, portanto, é altamente recomendável incluir algumas opções nutritivas em seu regime.

É aqui que o gengibre pode desempenhar seu papel. O consumo de gengibre em qualquer forma mantém a saúde cardiovascular e o funcionamento do coração, independentemente de você ter doenças cardíacas ou não.

15. Luta contra o câncer

O câncer ocorre devido a um crescimento descontrolado de células anormais em seu corpo; e pode ser fatal. Vários estudos revelaram que o extrato de gengibre pode combater tipos distintos de câncer, como câncer de cólon, pâncreas, ovário e mama.

Isso é possível devido a uma substância 6-gingerol encontrada na raiz de gengibre cru em grandes quantidades; no entanto, mais estudos são necessários para apoiar esta afirmação.

16. É antibacteriano

Um pedaço de gengibre fresco pode tratar muitas doenças menores, incluindo vários tipos de infecções que podem ser fatais se não forem tratadas. No gengibre reside a capacidade de inibir bactérias infecciosas porque é um depósito de componentes antibacterianos e do gingerol.

Você pode optar pelo gengibre para desmantelar bactérias orais que contribuem para a inflamação das gengivas, como periodontite e gengivite.

17. Previne a doença de Alzheimer

O estresse oxidativo nos órgãos leva a doenças crônicas como a doença de Alzheimer. O gengibre pode ajudar a prevenir o aparecimento de forma eficaz devido aos antioxidantes.

Pode haver vários fatores internos e externos que contribuem para o declínio cognitivo. No entanto, níveis adequados de antioxidantes podem afastar os elementos que promovem o funcionamento do cérebro.

18. Promove a digestão

Gases, inchaço e movimentos intestinais irregulares são sintomas de indigestão. Incorporar gengibre fresco às receitas diárias evita a ocorrência de problemas estomacais sem prejudicar sua saúde.

19. Trata a dor

Gengibre, fresco ou seco, tem sido usado para combater várias dores durante séculos. Você pode encontrá-lo como o ingrediente principal em vários remédios caseiros para reduzir a dor menstrual. Além disso, você pode consumir chá de gengibre quando estiver com dor de cabeça ou enxaqueca.

Apesar disso, você deve consultar seu médico se a dor não passar em um ou dois dias e evitar a automedicação.

20. Mantém os níveis de açúcar no sangue

Um estudo recente descobriu um fato fascinante sobre o gengibre cru: ele mantém os níveis elevados de açúcar no sangue e tem efeitos positivos no diabetes tipo II. Pessoas com diabetes são propensas a um alto nível de açúcar na corrente sanguínea e uma pequena negligência neste contexto pode levar a várias complexidades.

21. Alivia a náusea

Beber chá de gengibre recém preparado pode tratar as náuseas com eficácia. Isso é particularmente útil para pacientes com câncer em quimioterapia e mulheres grávidas que sofrem de enjoos matinais.

Certifique-se de discutir sua condição com seu médico antes de incorporar o chá de gengibre em sua dieta.

22. Fortalece o Sistema Imunológico

Seu sistema imunológico impede que seu corpo fique vulnerável a bactérias infecciosas, estresse oxidativo e células cancerosas. No entanto, isso só é possível se você possuir imunidade robusta.

Os nutricionistas acreditam que o consumo diário de gengibre em qualquer forma pode fortalecer o sistema imunológico. Sem falar que é enriquecido com antioxidantes que aliviam os fatores de desmantelamento de saúde em pouco tempo.

23. Funciona como um desintoxicante

Você pode tomar medicamentos para tratar um determinado problema de saúde ou acelerar o processo de recuperação. Você sabia que alguns deles podem danificar seu fígado?

Eliminar os produtos químicos junto com as toxinas e o excesso de sais é essencial. Você ficará encantado ao descobrir que um pedaço fresco de gengibre pode funcionar como um desintoxicante natural.

24. Benéfico para fadiga pós-exercício

Os músculos se rompem e se esticam devido ao movimento corporal intenso que, em última análise, leva à fadiga muscular; longas sessões de exercícios podem ser exaustivas e dolorosas. A fadiga pós-exercício é um problema comum e você precisa de comida para acelerar o processo de recuperação; o gengibre funciona.

E adicionar uma colher de chá de gengibre em pó ao seu smoothie pós-treino pode se tornar a maneira mais rápida de evitar o cansaço. Os especialistas em saúde sugerem que o consumo regular de gengibre fortalece os músculos, permitindo que você faça exercícios pesados.

25. Promove a circulação

A falta de minerais e a lenta taxa metabólica prejudicam a circulação adequada em seu corpo. Usar o gengibre de qualquer forma, junto com uma dieta bem balanceada, aumenta os níveis de ferro em seu corpo. Dessa forma, cada órgão recebe a quantidade necessária de sangue para funcionar com precisão.

26. Reduz a inflamação

A inflamação é vista como uma fonte de muitos problemas de saúde em adultos idosos e jovens. Você pode superar a inflamação das articulações e do trato respiratório com chá de gengibre.

27. Trata infecções fúngicas

O crescimento de uma levedura chamada Candida leva a infecções fúngicas na unha do pé. Um pedaço fresco de gengibre pode aliviar a condição em um curto espaço de tempo devido às suas propriedades antibacterianas.

28. Trata resfriado e gripe

O gengibre tem combatido contra gripes e resfriados sazonais por séculos. Consumir chá de gengibre com limão e mel pode tratar a gripe e recuperar a energia perdida.

O Gengibre Aumenta a Testosterona?

O gengibre tem alguns mitos de baixa viabilidade em torno dos efeitos que pode ou não ter nas funções reprodutivas, testosterona e várias preocupações relacionadas ao esporte. O problema com eles é especificamente sua baixa viabilidade e os métodos incompletos usados para promovê-los. Todos estes resultam de um único estudo, que usou quantidades não divulgadas de gengibre para afetar a saúde reprodutiva e hormonal em homens que já são inférteis. Os problemas associados a este estudo são claros.

Em primeiro lugar, trata-se de uma população que não pode ser representativa da população geral em geral. Aqueles que são inférteis já estão sofrendo de alguma forma de deficiência ou distúrbio reprodutivo / hormonal e pode ser que os efeitos do gengibre sejam relevantes apenas para aqueles que já estão abaixo dos limites necessários. Se você é deficiente, o gengibre pode ajudar.

Em segundo lugar, o estudo que sugere a eficácia do gengibre na melhora dos níveis de testosterona sérica não incluiu uma quantidade em seus métodos de pesquisa. Isso significa apenas que o estudo já falho não fornece uma maneira confiável de aumentar a testosterona ou a saúde reprodutiva, porque não podemos simplesmente adivinhar a dosagem de um nutriente. Além disso, não havia controle duplo-cego, o que significa que o estudo poderia facilmente ter descobertas mal relatadas. No geral, parece que o gengibre tem uma variedade de efeitos sobre a saúde humana, mas os níveis de testosterona não parecem estar nesta lista, com base nas evidências existentes.

Conclusão

O gengibre, como suplemento medicinal ou alimento, é fortemente recomendado. Além dos efeitos sobre o sabor dos alimentos, também nos fornece uma grande variedade de efeitos anti-inflamatórios e analgésicos. Reduzir a dor e melhorar o bem-estar universal é um grande motivo para comer qualquer coisa, mas para aqueles que sofrem de problemas crônicos nas articulações ou dores, pode ter efeitos ainda mais pronunciados. A versatilidade do gengibre torna-o um alimento fácil de consumir e seria uma maravilha que tais especiarias de raiz fossem mais amplamente utilizadas em alimentos e suplementos dietéticos.

Postagem Anterior Próxima Postagem