A caspa afeta até 50% das pessoas (1).

Uma coceira no couro cabeludo e descamação são os sinais característicos desta condição, mas também pode causar outros sintomas como manchas gordurosas no couro cabeludo e formigamento da pele.

Causas subjacentes de caspa incluem pele seca, dermatite seborreica, sensibilidade a produtos capilares e o crescimento de um tipo específico de fungo que vive no couro cabeludo (2, 3).

Embora existam muitos produtos vendidos sem receita, projetados para tratar a caspa, os remédios naturais podem ser eficazes.

Aqui estão 9 remédios caseiros simples para se livrar naturalmente da caspa.
9 Remédios Caseiros Para se Livrar da Caspa Naturalmente

1. Experimente o óleo da árvore do chá

Historicamente, o óleo da árvore do chá tem sido usado para tratar doenças que vão desde a acne à psoríase.

Também é comprovado que possui poderosas propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias, que podem ajudar a aliviar os sintomas da caspa (4).

De fato, de acordo com uma revisão, o óleo da árvore do chá é eficaz no combate à cepa específica do fungo que pode causar tanto a dermatite seborreica quanto a caspa (5).

Outro estudo de 4 semanas examinou os efeitos do óleo da árvore do chá na caspa tratando 126 pessoas diariamente com um xampu contendo 5% de óleo da árvore do chá ou um placebo.

No final do estudo, o óleo da árvore do chá reduziu a severidade dos sintomas em 41% e melhorou a oleosidade e a coceira (6).

Note que o óleo da árvore do chá pode causar irritação em pessoas com pele sensível. É melhor diluí-lo adicionando algumas gotas a um óleo transportador, como o óleo de coco, antes de aplicá-lo diretamente na pele.

O óleo da árvore do chá tem propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias que podem ajudar a reduzir a gravidade e os sintomas da caspa.

2. Use o óleo de coco

Bem conhecido por seus múltiplos benefícios para a saúde, o óleo de coco também é usado como um remédio natural para a caspa.

O óleo de coco pode ajudar a melhorar a hidratação da pele e prevenir o ressecamento, que pode piorar a caspa.

Um pequeno estudo de 34 pessoas mostrou que o óleo de coco era tão eficaz quanto o óleo mineral na melhora da hidratação da pele (7).

Outra pesquisa descobriu que o óleo de coco pode ajudar no tratamento de eczema, uma condição da pele que pode contribuir para a caspa.

Um estudo comparou os efeitos do óleo de coco e óleo mineral na dermatite atópica, um tipo de eczema caracterizado por prurido e inflamação.

A aplicação de óleo de coco na pele por oito semanas reduziu os sintomas em 68%, comparado a apenas 38% no grupo com óleo mineral (8).

O óleo de coco e seus compostos também demonstraram ter propriedades antimicrobianas em alguns estudos de tubo de ensaio, embora os efeitos sobre a linhagem específica do fungo que causa a caspa ainda não tenham sido examinados (9, 10).

As potenciais propriedades antimicrobianas do óleo de coco podem melhorar a hidratação da pele e reduzir os sintomas de eczema e caspa.

3. Aplicar Aloe Vera

A Aloe vera é um tipo de planta suculenta que é frequentemente adicionado à pele, unguentos, cosméticos e loções.

Quando aplicado à pele, acredita-se que a Aloe Vera ajuda a tratar problemas de pele como queimaduras, psoríase e herpes labial (11).

Pode também ser benéfica no tratamento da caspa.

De acordo com uma revisão, as propriedades antibacterianas e antifúngicas da aloe vera podem ajudar a proteger contra a caspa (12).

Da mesma forma, um estudo em tubo de ensaio descobriu que a Aloe Vera era eficaz contra várias espécies de fungos e pode ajudar a controlar infecções fúngicas que causam a perda de cabelo no couro cabeludo (13).

Estudos em tubos de ensaio também descobriram que a Aloe Vera pode reduzir a inflamação, o que pode aliviar os sintomas (14).

Apesar desses resultados promissores, estudos adicionais são necessários para analisar como a Aloe Vera pode afetar diretamente a caspa.

A Aloe vera tem propriedades antibacterianas e antifúngicas. Como resultado, pode ajudar a reduzir a inflamação e diminuir os sintomas da caspa.

4. Minimize os níveis de estresse

Acredita-se que o estresse impacta muitos aspectos da saúde e do bem-estar. Pode influenciar desde condições crônicas até saúde mental (15).

Embora o estresse em si não cause caspa, pode agravar sintomas como ressecamento e coceira (16).
A manutenção de altos níveis de estresse a longo prazo pode suprimir a atividade do sistema imunológico (17).

Um sistema imunológico enfraquecido pode reduzir a capacidade do seu corpo de combater algumas das infecções fúngicas e doenças da pele que contribuem para a caspa.

De fato, um estudo com 82 pessoas com dermatite seborreica, uma das causas mais comuns de caspa, mostrou que a maioria dos episódios de dermatite foi precedida por um evento de vida estressante (18).

Para manter os níveis de estresse sob controle, tente algumas técnicas de redução do estresse, como meditação, yoga, respiração profunda ou aromaterapia.

O estresse pode enfraquecer o sistema imunológico e diminuir a capacidade do corpo de combater as infecções que causam a caspa. O estresse também precede frequentemente os episódios de dermatite seborreica, uma das causas mais comuns de caspa.

5. Adicione o vinagre de maçã à sua rotina

O vinagre de maçã tem sido associado a uma variedade de benefícios para a saúde. Estes incluem melhorar a sensibilidade à insulina e aumentar a perda de peso (19, 20).

O vinagre de maçã também é frequentemente usado como um remédio natural para se livrar da caspa.

Acredita-se que a acidez do vinagre ajuda a estimular o derramamento de células mortas da pele no couro cabeludo.

O vinagre de maçã também ajuda a equilibrar o pH da pele para reduzir o crescimento de fungos e, assim, combater a caspa.

No entanto, não há estudos para apoiar estas alegações e muitos dos benefícios do vinagre de maçã para a caspa são baseados em evidências anedóticas.

Dito isto, estudos em tubo de ensaio mostram que o vinagre de maçã e seus compostos podem impedir o crescimento de certos tipos de fungos (21, 22).

Se você quiser experimentar o vinagre de maçã, adicione algumas colheres de sopa ao seu xampu ou combine-o com outros óleos essenciais e borrife diretamente no cabelo.

O vinagre de maçã pode ajudar a remover as células mortas da pele e equilibrar o pH do couro cabeludo. Além disso, estudos em tubo de ensaio mostram que ele pode impedir o crescimento de certos tipos de fungos.

6. Tente Aspirina

O ácido salicílico é um dos principais compostos encontrados na aspirina, responsável por suas propriedades anti-inflamatórias (23).

Além de ser encontrado na aspirina, o ácido salicílico também é encontrado em muitos shampoos anti-caspa.

O ácido salicílico funciona ajudando a se livrar da pele escamosa e soltando os flocos para que eles possam ser removidos (1).

Em um estudo, 19 pessoas com caspa usaram dois xampus contendo piroctone olamina combinada com ácido salicílico ou piritionato de zinco.

Ambos os xampus foram capazes de diminuir a caspa após quatro semanas, mas o xampu contendo ácido salicílico foi mais eficaz na redução da severidade da descamação (24).

Outro estudo mostrou que um xampu contendo ácido salicílico foi igualmente eficaz como medicamento de prescrição no tratamento da dermatite seborreica e da caspa (25).

Para um remédio fácil caspa, tente esmagar dois comprimidos de aspirina e adicionar o pó ao seu shampoo antes de lavar o cabelo.

Aspirina contém ácido salicílico, um ingrediente encontrado em muitos shampoos anti-caspa. O ácido salicílico tem demonstrado ser eficaz no tratamento da dermatite seborreica e da caspa.

7. Aumente sua ingestão de ômega-3

Os ácidos graxos ômega-3 desempenham um papel importante no corpo.

Eles não apenas formam as membranas celulares que envolvem as células, mas também são cruciais para o funcionamento do coração, do sistema imunológico e dos pulmões (26).

Os ácidos graxos ômega-3 também são vitais para a saúde da pele. Eles ajudam a gerenciar a produção e a hidratação do óleo, promovem a cicatrização de feridas e previnem o envelhecimento precoce (27).

A deficiência de ácidos graxos ômega-3 pode causar uma série de sintomas, incluindo cabelos secos, pele seca e até mesmo caspa (28).

Os ácidos graxos ômega-3 também podem reduzir a inflamação, o que pode ajudar a aliviar a irritação e os sintomas de caspa (29).

Peixes gordurosos como salmão, truta e cavala são excelentes fontes de ácidos graxos ômega-3. Você também pode tomar um suplemento de óleo de peixe ou aumentar sua ingestão de outros alimentos ricos em ômega-3, como linhaça, sementes de chia e nozes.

Os ácidos graxos ômega-3 são importantes para a saúde da pele e podem ajudar a reduzir a inflamação. Deficiência pode causar pele seca, cabelos secos e caspa.

8. Consuma mais probióticos

Os probióticos são um tipo de bactéria benéfica que é boa para sua saúde.

Existem muitos benefícios em potencial nos probióticos, incluindo proteção contra alergias, níveis mais baixos de colesterol e aumento da perda de peso (30, 31).

Os probióticos também podem ajudar a melhorar a função imunológica, o que poderia ajudar o corpo a lutar contra as infecções fúngicas que causam a caspa (32).

De fato, um estudo mostrou que tomar probióticos por 56 dias reduziu significativamente a gravidade da caspa em 60 pessoas (33).

Os probióticos também mostraram ajudar a diminuir os sintomas de doenças da pele, como eczema e dermatite, especialmente em bebês e crianças (34, 35, 36).

Os probióticos estão disponíveis em forma de suplemento para uma dose rápida e conveniente.
Eles também podem ser encontrados em muitos tipos de alimentos fermentados, como kombuchá, kimchi, tempeh, chucrute e natto.

Os probióticos podem ajudar a melhorar a função imunológica e reduzir a gravidade da caspa.

9. Use bicarbonato de sódio

Encontrado nos armários de cozinha em todo o mundo, o bicarbonato de sódio é um remédio rápido, conveniente e prontamente disponível para ajudar a tratar a caspa.

Acredita-se que ele atue como um esfoliante suave para remover células mortas da pele e reduzir a descamação e a coceira.

O bicarbonato de sódio também possui propriedades antifúngicas que podem ser benéficas no tratamento da caspa.

Um estudo de tubo de ensaio mediu os efeitos antifúngicos do bicarbonato de sódio em algumas das cepas mais comuns de fungos que causam infecções da pele.

De forma impressionante, o bicarbonato de sódio inibiu completamente o crescimento de fungos em 79% das amostras após sete dias (37).

Outro estudo analisou os efeitos do bicarbonato de sódio em 31 pessoas com psoríase. O tratamento com banhos de bicarbonato de sódio reduziu significativamente a coceira e a irritação após apenas três semanas (38).

As diretrizes de tratamento para outras condições, como a dermatite atópica, também observam que os banhos de bicarbonato de sódio podem ajudar a aliviar a coceira (39).

Para obter melhores resultados, experimente aplicar diretamente o bicarbonato de sódio no cabelo molhado e massageá-lo no couro cabeludo. Deixe descansar por um minuto ou dois e continue lavando o cabelo como de costume.

O bicarbonato de sódio possui propriedades antifúngicas e pode ajudar a aliviar a coceira e a irritação da pele.

Observações finais sobre remédios caseiros para se livrar da caspa naturalmente

Embora a caspa possa ser um problema frustrante, existem muitos remédios naturais disponíveis que podem reduzir os sintomas e proporcionar alívio.

Da próxima vez que você começar a detectar flocos, experimente alguns desses remédios naturais.

Use esses remédios por conta própria ou emparelhe-os com produtos vendidos sem receita, como xampus anti-caspa, para maximizar a eficácia do tratamento.