A ansiedade é uma condição de saúde mental que pode causar sentimentos de preocupação, medo ou tensão. Para algumas pessoas, a ansiedade também pode causar ataques de pânico e sintomas físicos extremos, como dor no peito.

Transtornos de ansiedade são incrivelmente comuns. Eles afetam cerca de 40 milhões de pessoas nos Estados Unidos, de acordo com a Anxiety and Depression Association of America.

O que causa transtornos de ansiedade e ansiedade pode ser complicado. É provável que uma combinação de fatores, incluindo genética e razões ambientais, desempenhe um papel. No entanto, fica claro que alguns eventos, emoções ou experiências podem causar sintomas de ansiedade ou podem piorá-los. Esses elementos são chamados de gatilhos.

Os gatilhos de ansiedade podem ser diferentes para cada pessoa, mas muitos gatilhos são comuns entre pessoas com essas condições. A maioria das pessoas acha que tem vários gatilhos. Mas para algumas pessoas, os ataques de ansiedade podem ser desencadeados sem nenhuma razão.

Por esse motivo, é importante descobrir qualquer gatilho de ansiedade que você possa ter. Identificar seus gatilhos é um passo importante no gerenciamento deles. Continue lendo para aprender sobre esses gatilhos de ansiedade e o que você pode fazer para controlar sua ansiedade.
O que Desencadeia a Ansiedade? 11 Causas que Podem Surpreendê-lo

O que Desencadeia a Ansiedade? Gatilhos de ansiedade

1. Problemas de saúde

Um diagnóstico de saúde que é perturbador ou difícil, como câncer ou uma doença crônica, pode desencadear ansiedade ou piorar a situação. Esse tipo de gatilho é muito poderoso por causa dos sentimentos imediatos e pessoais que produz.

Você pode ajudar a reduzir a ansiedade causada por problemas de saúde sendo proativo e envolvido com seu médico. Conversar com um terapeuta também pode ser útil, pois pode ajudá-lo a aprender a administrar suas emoções em torno do diagnóstico.

2. Medicamentos

Certos medicamentos prescritos e vendidos sem prescrição médica podem desencadear sintomas de ansiedade. Isso ocorre porque os ingredientes ativos desses medicamentos podem causar desconforto ou mal-estar. Esses sentimentos podem desencadear uma série de eventos em sua mente e corpo que podem levar a sintomas adicionais de ansiedade.

Medicamentos que podem desencadear ansiedade incluem:
  • Pílulas anticoncepcionais
  • Medicamentos para tosse e congestão
  • Medicamentos para perda de peso
Converse com seu médico sobre como essas drogas fazem você se sentir e procure uma alternativa que não provoque sua ansiedade ou piore os sintomas.

3. Cafeína

Muitas pessoas confiam em sua xícara de café da manhã para acordar, mas pode realmente desencadear ou piorar a ansiedade. De acordo com um estudo realizado em 2010, pessoas com transtorno de pânico e transtorno de ansiedade social são especialmente sensíveis aos efeitos de cafeína da ansiedade.

Trabalhe para reduzir sua ingestão de cafeína substituindo opções não cafeinadas sempre que possível.

4. Saltar refeições

Quando você não come, seu açúcar no sangue pode cair. Isso pode levar a mãos nervosas e uma barriga estrondosa. Também pode desencadear ansiedade.

Comer refeições equilibradas é importante por muitas razões. Ela fornece energia e nutrientes importantes. Se você não puder reservar um horário para três refeições por dia, lanches saudáveis ​​são uma ótima maneira de evitar níveis baixos de açúcar no sangue, sentimentos de nervosismo ou agitação e ansiedade. Lembre-se, a comida pode afetar seu humor.

5. Pensamento negativo

Sua mente controla muito do seu corpo, e isso é certamente verdade com a ansiedade. Quando você está chateado ou frustrado, as palavras que você diz para si mesmo podem desencadear sentimentos maiores de ansiedade.

Se você tende a usar muitas palavras negativas ao pensar em si mesmo, aprender a reorientar sua linguagem e sentimentos ao iniciar esse caminho é útil. Trabalhar com um terapeuta pode ser incrivelmente útil nesse processo.

6. Preocupações financeiras

Preocupações sobre poupar dinheiro ou ter dívidas podem provocar ansiedade. Contas inesperadas ou medos monetários são gatilhos também.

Aprender a gerenciar esses tipos de gatilhos pode requerer ajuda profissional, como de um consultor financeiro. Sentir que você tem um companheiro e um guia no processo pode aliviar sua preocupação.

7. Festas ou eventos sociais

Se uma sala cheia de estranhos não parece divertida, você não está sozinho. Eventos que exigem que você faça conversas informais ou interaja com pessoas que não conhece podem desencadear sentimentos de ansiedade, que podem ser diagnosticados como transtorno de ansiedade social.

Para ajudar a aliviar suas preocupações ou desconforto, você deve sempre levar um acompanhante sempre que possível. Mas também é importante trabalhar com um profissional para encontrar mecanismos de enfrentamento que tornem esses eventos mais gerenciáveis ​​a longo prazo.

8. Conflitos

Problemas de relacionamento, discussões, discordâncias - esses conflitos podem desencadear ou agravar a ansiedade. Se o conflito ativa o gatilho em você, talvez seja necessário aprender estratégias de resolução de conflitos. Além disso, converse com um terapeuta ou outro especialista em saúde mental para aprender como administrar os sentimentos que esses conflitos causam.

9. Estresse

Estressores diários como engarrafamentos ou atraso do ônibus ou trem podem causar ansiedade a qualquer pessoa. Mas o estresse crônico ou a longo prazo pode levar à ansiedade em longo prazo e piorar os sintomas, bem como outros problemas de saúde.

O estresse também pode levar a comportamentos como pular refeições, beber álcool ou não dormir o suficiente. Esses fatores podem desencadear ou piorar a ansiedade também.

Tratar e prevenir o estresse geralmente requer o aprendizado dos mecanismos de enfrentamento. Um terapeuta ou conselheiro pode ajudá-lo a aprender a reconhecer suas fontes de estresse e lidar com elas quando elas se tornam esmagadoras ou problemáticas.

10. Eventos públicos ou performances

Falar em público, falar na frente de seu chefe, participar de uma competição ou apenas ler em voz alta é um fator comum de ansiedade. Se o seu trabalho ou hobbies exigir isso, seu médico ou terapeuta poderá trabalhar com você para aprender maneiras de se sentir mais confortável nessas configurações.

Além disso, reforços positivos de amigos e colegas podem ajudá-lo a se sentir mais confortável e confiante.

11. Gatilhos pessoais

Esses gatilhos podem ser difíceis de identificar, mas um especialista em saúde mental é treinado para ajudá-lo a identificá-los. Estes podem começar com um cheiro, um lugar ou até mesmo uma música. Gatilhos pessoais lembram-no, consciente ou inconscientemente, de uma má memória ou evento traumático em sua vida. Indivíduos com transtorno de estresse pós-traumático frequentemente experimentam gatilhos de ansiedade de desencadeantes ambientais.

A identificação de gatilhos pessoais pode levar tempo, mas é importante para você aprender a superá-los.

Dicas para identificar gatilhos

Se você conseguir identificar e entender seus gatilhos, pode trabalhar para evitá-los e enfrentá-los. Você pode aprender estratégias de enfrentamento específicas para lidar com os gatilhos quando eles acontecerem.

Aqui estão três dicas para identificar os gatilhos:
  • Comece um diário. Anote quando a sua ansiedade é perceptível e registre o que você acha que pode ter levado ao gatilho. Alguns aplicativos também podem ajudar você a controlar sua ansiedade.
  • Trabalhe com um terapeuta. Alguns gatilhos de ansiedade podem ser difíceis de identificar, mas um especialista em saúde mental tem treinamento que pode ajudá-lo. Eles podem usar terapia de conversa, diário ou outros métodos para encontrar gatilhos.
  • Seja honesto com você mesmo. A ansiedade pode causar pensamentos negativos e auto avaliações ruins. Isso pode dificultar a identificação de gatilhos por causa das reações ansiosas. Seja paciente consigo mesmo e esteja disposto a explorar as coisas do passado para identificar como elas podem afetá-lo hoje.

Sintomas de ansiedade

Os sintomas mais comuns da ansiedade incluem:
  • Preocupação incontrolável
  • Medo
  • Tensão muscular
  • Batimento cardíaco rápido
  • Dificuldade em dormir ou insônia
  • Dificuldade de concentração
  • Desconforto físico
  • Formigamento
  • Inquietação
  • Irritabilidade
Se você tiver esses sintomas regularmente por seis meses ou mais, você pode ter transtorno de ansiedade generalizada. Outros tipos de transtornos de ansiedade também existem. Os sintomas para esses podem ser diferentes do transtorno de ansiedade generalizada. Por exemplo, com transtorno do pânico, você pode experimentar:
  • Batimento cardíaco rápido ou palpitações
  • Suadeira
  • Tremedeira
  • Agitação
  • Sentindo como se sua garganta estivesse se fechando

Procurando ajuda

Se você acredita que se preocupa demais ou suspeita que tenha um transtorno de ansiedade, é hora de procurar ajuda. Reconhecer a ansiedade é muitas vezes difícil porque os sintomas se tornam comuns ao longo do tempo.

A ansiedade ocasional é comum, mas sentimentos crônicos de preocupação, medo ou pavor não são. Eles são um sinal de que você deve procurar ajuda profissional.

Comece a discussão conversando com seu médico. Ele discutirá seus sintomas, fará um histórico de saúde e fará um exame físico. Ele também deve excluir possíveis problemas físicos que possam estar causando os problemas.

A partir daí seu médico pode optar por tratá-lo com medicação. Ele também pode encaminhá-lo para um especialista em saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra. Esses médicos podem usar uma combinação de terapia de conversa e medicação para tratar a ansiedade e prevenir os gatilhos da ansiedade.

Concluindo sobre o que desencadeia a ansiedade

A ansiedade ocasional é comum, mas sentimentos crônicos de preocupação, medo ou pavor não são comuns. Eles são um sinal de que você deve procurar ajuda profissional. A boa notícia é que a ansiedade é uma condição de saúde mental altamente tratável. No entanto, muitas pessoas com ansiedade não procuram tratamento.

Se sua ansiedade está impedindo sua vida cotidiana, você deve procurar ajuda. Um especialista em saúde mental pode ajudá-lo a encontrar um plano de tratamento que alivie seus sintomas e ajude a lidar com seus gatilhos de ansiedade.

Fontes: