Existem muitos tipos de doenças causadas pelo mau funcionamento do sistema imunológico.

Algumas são leves, como nas alergias, em que o sistema imunológico é hipersensivo (embora algumas reações alérgicas possam ser fatais), enquanto outras são mais graves. Entre esses últimos, o lúpus é frequentemente temido porque é sério e pode ser grave. Sem tratamento adequado, pode ser mortal.

O Lúpus Explicado

6 Sinais de Lúpus (LES) e Maneiras de Detectá-lo
O lúpus é uma doença autoimune em que o sistema imunológico ataca os tecidos do corpo. Isso causa inflamação dos tecidos e órgãos específicos. É uma condição de longo prazo, muitas vezes duradoura para toda a vida de uma pessoa. Portanto, o lúpus é referido a uma doença inflamatória crônica. Pode atacar qualquer tecido ou órgão do corpo e a inflamação danifica a área-alvo e pode até mesmo destruí-la a ponto de um órgão deixar de funcionar.

Existem muitos tipos diferentes de lúpus. Alguns são mais sérios que outros. No entanto, o termo lúpus geralmente é atribuído ao lúpus eritematoso sistêmico ou ao LES. Outros tipos incluem o lúpus eritematoso cutâneo, o lúpus eritematoso induzido por drogas, o lúpus eritematoso neonatal e o lúpus eritematoso infantil. A causa exata do LES é desconhecida, mas parece ser desencadeada por fatores ambientais e está ligada a fatores genéticos.

Não há cura para o lúpus e a maioria dos medicamentos usados ​​para controlar a doença suprime ou modula o sistema imunológico. Essas drogas ajudam a reduzir a inflamação e, portanto, previnem danos aos órgãos. No entanto, muitos desses medicamentos podem ter efeitos colaterais significativos. Outros medicamentos podem ser prescritos para aliviar os sinais e sintomas, mas o distúrbio subjacente também precisa ser gerenciado adequadamente.

Quão Comum é o Lúpus?

A prevalência exata do lúpus é desconhecida. Estima-se que cerca de 2 milhões de brasileiros tenham algum de lúpus.

A condição é mais comum na faixa etária de 15 a 45 anos e até 9 de 10 portadores de lúpus são mulheres. Portanto, as mulheres na faixa etária de 15 a 45 anos correm maior risco e estudos mostraram que certas etnias têm maior probabilidade de desenvolver lúpus.

Maneiras de Detectar o Lúpus

O lúpus nem sempre é claramente identificável por sinais e sintomas. Às vezes, a condição pode estar presente sem sintomas e, de repente, surge. Da mesma forma, há casos em que os sintomas se desenvolvem gradualmente.

A tríade de erupção da bochecha, dor nas articulações e febre sem uma infecção deve levantar a suspeita de lúpus. Investigações diagnósticas são necessárias para confirmar que a condição é lúpus.

Fadiga

Tal como acontece com muitas doenças, a fadiga está presente no lúpus. Este pode ser um dos primeiros sintomas e muitas vezes uma pessoa não consegue encontrar nenhuma explicação para a causa da fadiga. Apesar de relaxar, dormir e comer bem, a fadiga persiste. Uma pessoa pode até acordar sentindo-se muito cansada após um longo e tranquilo sono.

A extensão da fadiga pode estar ligada à gravidade do lúpus. A fadiga é um sintoma inespecífico e, portanto, deve ser correlacionada com outros sinais e sintomas antes que o lúpus seja considerado uma possível causa.

Febre

A temperatura corporal elevada (febre) é outro sinal de lúpus. Na maioria das vezes associamos febre a uma infecção. No entanto, uma febre também pode surgir com condições não infecciosas, como doenças autoimunes. Com o lúpus, a causa da febre pode nem sempre ser imediatamente identificável, daí o termo febre de origem desconhecida.

Tecnicamente, uma febre é uma temperatura corporal de 37ºC (98,6ºF) e acima. Por si só, não deve ser considerado como um possível indicador de lúpus, a menos que outras causas não possam ser identificadas ou existam outros sintomas mais característicos presentes.

Dor nas articulações

A dor nas articulações (artralgia) é outro sinal comum de lúpus. Na verdade, essa é uma das principais razões pelas quais pessoas com LES não diagnosticadas consultam um profissional médico.

Há também inchaço e rigidez nas articulações. Tende a afetar as pequenas articulações, incluindo as dos dedos e pulsos. Estes sintomas comuns de lúpus são frequentemente diagnosticados como artrite reumatóide. Há também dores musculares que acompanha.

Erupção cutânea

Uma erupção cutânea que ocorre na bochecha e se estende através da ponte do nariz é geralmente considerada um sinal característico do lúpus. No entanto, erupções similares podem ser observadas em outras condições da pele, como o melasma.

A erupção no LES é tipicamente vermelha e pode ser dolorosa ou coçar. Pode durar dias ou semanas e, em seguida, pode resolver apenas para retornar mais tarde. O melasma, por outro lado, geralmente provoca uma erupção marrom que não é dolorosa ou com coceira e geralmente não atravessa a ponte do nariz, apesar de afetar as bochechas.

Erupção do sol

Outra característica da pele vista com o lúpus é uma erupção vermelha que aparece após a exposição ao sol. Também se agrava com o sol. Esta erupção é adicional à erupção cutânea descrita acima. A erupção não é uma queimadura solar embora possa ser desencadeada e agravada pelo sol.

Normalmente, dura alguns dias e, em seguida, se resolve por conta própria. A erupção pode ser dolorosa, coçar ou apresentar-se sem qualquer sensação.

Dedos da mãos e pée de brancos a azuis

O fenômeno de Raynaud é uma condição onde os minúsculos vasos sanguíneos dos dedos dos pés e das mãos se contraem (estreitos), reduzindo assim o fluxo sanguíneo através dele. Os dedos das mãos e dos pés podem parecer pálidos a brancos e, em casos graves, podem até ficar azuis.

Esse fenômeno também pode ser visto no lúpus. No entanto, por si só, não deve ser considerado como um sinal de lúpus, a menos que haja outros sinais e sintomas. O frio ou estresse desencadeia isso, mas não causa esse fenômeno.

Outros sinais e sintomas

O lúpus pode afetar qualquer tecido ou órgão do corpo, incluindo os rins, cérebro, coração, pulmões e sangue, além da pele, vasos sanguíneos e articulações discutidos acima. Como resultado, pode apresentar uma série de outros sinais e sintomas, tais como:
  • Sangue na urina
  • Olhos secos
  • Dor no peito
  • Falta de ar
  • Úlceras na boca e no nariz
  • Perda de cabelo
  • Dor abdominal
Estes são apenas alguns dos outros sinais e sintomas do lúpus. A condição deve ser diagnosticada por um profissional médico geralmente após mais testes laboratoriais.