A Deficiência de Vitamina D Pode Ser a Causa da Sua Depressão?

A vitamina D é conhecida como a vitamina “do sol”. É um nutriente essencial solúvel em gordura. Ajuda a manter os ossos saudáveis ​​e fortes, ajuda no crescimento celular e beneficia a função imunológica.

Seu corpo absorve vitamina D principalmente por meio da exposição ao sol, embora os suplementos dietéticos e certos alimentos também possam ser fontes do nutriente.

A deficiência de vitamina D ocorre quando seu corpo não absorve os níveis recomendados. Níveis insuficientes de vitamina D podem fazer com que seus ossos se tornem deformados, quebradiços ou finos. Também pode levar a vários problemas de saúde, incluindo:

  • Amolecimento ósseo (osteomalacia)
  • Baixa densidade óssea (osteopenia)
  • Osteoartrite
  • Doença cardíaca
  • Câncer
  • Raquitismo em crianças

Vitamina D e Depressão

Estudos mostraram uma ligação entre a deficiência de vitamina D e a depressão. Os pesquisadores por trás de uma meta-análise de 2013 notaram que os participantes do estudo com depressão também tinham baixos níveis de vitamina D. A mesma análise descobriu que, estatisticamente, pessoas com baixo teor de vitamina D corriam um risco muito maior de depressão.

Os pesquisadores acreditam que, como a vitamina D é importante para o funcionamento saudável do cérebro, os níveis insuficientes de nutrientes podem desempenhar um papel na depressão e em outras doenças mentais. Um estudo anterior de 2005, identificou receptores de vitamina D nas mesmas áreas do cérebro associadas à depressão.

A Deficiência de Vitamina D Pode Ser a Causa da Sua Depressão?

Fatores de Risco Para Deficiência de Vitamina D

A exposição ao sol, o estilo de vida e a idade limitados podem contribuir para os baixos níveis de vitamina D. Continue lendo para aprender mais sobre os fatores de risco para a deficiência de vitamina D.

Exposição solar limitada

A exposição à luz solar é a principal fonte de vitamina D para a maioria das pessoas. Se você ficar longe do sol ou usar muito protetor solar, você limita sua exposição. Isso pode levar à deficiência de vitamina D.

A quantidade de exposição ao sol necessária dependerá do clima, da hora do dia e da época do ano. Pessoas com pele mais clara tendem a absorver vitamina D mais rapidamente. Você pode precisar de 15 minutos a 3 horas de exposição ao sol por dia para obter vitamina D suficiente apenas com a exposição ao sol. A quantidade de exposição ao sol depende muito da época do ano e do seu tom de pele.

Dieta

Poucos alimentos são naturalmente ricos em vitamina D. Coma mais dessas excelentes fontes naturais de vitamina D para aumentar sua ingestão:

  • Salmão
  • Cavalinha
  • Outros peixes gordurosos
  • Óleos de fígado de peixe
  • Gorduras animais
  • Produtos alimentícios fortificados com vitamina D, como suco de laranja e cereais

Se você aderir a uma dieta vegana ou vegetariana, há uma chance de não estar recebendo vitamina D suficiente.

Tom de pele mais escuro

Pessoas com pele mais escura têm maior quantidade de melanina, um pigmento natural que dá cor à pele. A melanina reduz a produção de vitamina D na pele.

Um estudo de 2006 descobriu que, nos Estados Unidos, a deficiência de vitamina D é mais prevalente entre afro-americanos do que em outras populações americanas. De acordo com o Instituto Cooper, cerca de 40 por cento dos adultos afro-americanos são deficientes em vitamina D. Não está claro se níveis mais baixos de vitamina D em pessoas com pele mais escura têm sérias implicações para a saúde.

Se você está preocupado com a produção de vitamina D devido à exposição ao sol, converse com seu médico sobre o que você pode fazer. Também é importante adicionar mais alimentos ricos em vitamina D à sua dieta.

Latitudes mais altas

Estudos publicados no The Journal of Nutrition e no The Journal of the American Osteopathic Association descobriram que as pessoas que vivem em latitudes mais altas, como a metade norte dos Estados Unidos, podem ter mais probabilidade de ter níveis mais baixos de vitamina D.

Se a área onde você mora recebe menos sol, pode ser necessário passar mais tempo ao ar livre para aumentar sua exposição ao sol.

Obesidade

Existe uma ligação entre a deficiência de vitamina D e pessoas com índice de massa corporal (IMC) de 30 ou superior. Pessoas obesas podem precisar absorver mais vitamina D do que pessoas de peso médio para atingir os níveis recomendados de nutrientes.

Se seu IMC for 30 ou mais, converse com seu médico para criar um plano de perda de peso administrável, bem como uma dieta que pode ajudar a aumentar a ingestão de vitamina D.

Idade

A idade pode contribuir para a deficiência de vitamina D. Conforme você envelhece, sua pele se torna menos eficiente na síntese de vitamina D. Os adultos mais velhos também tendem a limitar o tempo ao sol e podem fazer dietas com quantidades insuficientes de vitamina D.

Sintomas de Deficiência de Vitamina D

Se você tem deficiência de vitamina D, pode ter:

  • Ossos doloridos
  • Fadiga ou sonolência
  • Fraqueza e dor dos músculos e articulações

Você também pode ter sintomas de depressão que incluem:

  • Sentimentos avassaladores de tristeza, desesperança e desamparo
  • Insônia ou sonolência excessiva, conhecida como hipersonia
  • Perda de interesse em atividades que você gostava
  • Letargia
  • Perda excessiva de peso ou ganho de peso
  • Perda de apetite
  • Problemas de concentração
  • Esquecimento
  • Perda de interesse sexual
  • Dores de cabeça ou dores nas costas
  • Ansiedade
  • Pensamentos de morte ou suicídio

Se você estiver experimentando algum desses sintomas de depressão, é importante que você marque uma consulta com seu médico imediatamente.

Diagnóstico de Deficiência de Vitamina D

Para diagnosticar a deficiência de vitamina D, o médico solicitará um exame para medir a quantidade de vitamina D no sangue.

Para diagnosticar a depressão, seu médico fará perguntas sobre seus sintomas. Você também pode ser solicitado a fazer uma autoavaliação. A depressão não pode ser diagnosticada por meio de um exame de sangue.

Seu médico também fará perguntas e realizará um exame físico para determinar se você tem depressão. E pode haver outros exames e testes de laboratório para descartar quaisquer outros problemas potenciais subjacentes, bem como para determinar se seus sintomas de depressão podem estar ligados a uma deficiência de vitamina D.

Tratamento da Deficiência de Vitamina D

Você pode tratar a deficiência de vitamina D e seus sintomas aumentando a ingestão desse nutriente vital. Maneiras de consumir mais vitamina D incluem:

Para tratar a depressão, psicoterapia e medicamentos antidepressivos são tratamentos comuns. Eles podem ser incorporados separadamente ou em combinação com mudanças na dieta, dependendo dos sintomas e dos objetivos do tratamento.

Se sua depressão estiver relacionada a uma deficiência de vitamina D, aumentar a quantidade de vitamina D pode ajudar a aliviar seus sintomas.

Fale com seu médico sobre suas opções de tratamento e o que funcionaria melhor para você.

Pessoas com depressão também podem tomar medidas para aliviar os sintomas da depressão. Algumas de suas opções podem incluir:

Participar de um grupo de apoio

Os grupos de apoio podem ajudá-lo a se conectar com outras pessoas online, por telefone ou em sua comunidade que estejam apresentando sintomas semelhantes. Eles podem oferecer compaixão e encorajamento.

Praticar exercícios regularmente

Os exercícios rotineiros podem ajudar a reduzir os sintomas da depressão ao liberar no cérebro substâncias químicas que fazem você se sentir bem, como endorfinas. Os exercícios também podem reduzir os produtos químicos do sistema imunológico que podem piorar a depressão. Comece com 30 minutos de cardio três vezes por semana e acrescente dias e minutos conforme necessário.

Manter uma programação regular de sono

Insônia, hipersonia e outros problemas de sono têm sido associados à depressão. Para lidar com esses sintomas, crie uma programação regular de sono. Isso pode significar definir um alarme para dormir e acordar. Você também pode manter um diário para registrar quanto tempo você dormiu e a qualidade do seu sono. Isso o ajudará a acompanhar seu progresso.

Dialogando com seus entes queridos

Seus amigos e familiares podem lhe dar apoio e força enquanto você lida com seus sintomas. É importante que você deixe seus entes queridos saberem como ajudar e quando suas ações não são úteis para seu plano de tratamento.

Conclusão

A vitamina D é vital para sua saúde física e mental. Níveis insuficientes de vitamina D podem levar a vários problemas de saúde, incluindo depressão. Algumas maneiras de tratar a depressão relacionada a níveis insuficientes de vitamina D incluem:

  • Recebendo mais sol
  • Adicionar alimentos ricos em vitamina D à sua dieta
  • Manter um peso saudável
  • Tomando suplementos de nutrientes

Converse com seu médico sobre suas melhores opções de tratamento.

0 Comentários