À medida que os casos de coronavírus continuam subindo, os cientistas vêm lutando para controlar o vírus e encontrar novas maneiras de combater a infecção. Mas, embora tenha se tornado um problema global, existem várias etapas que você pode seguir para ajudar a se preparar para o coronavírus, em casa.

Além de praticar a etiqueta da tosse, lavar as mãos com frequência e manter distância de outras pessoas doentes para impedir a propagação de germes, existem algumas abordagens naturais para apoiar também a saúde geral.

Este artigo analisará mais de perto o coronavírus, incluindo o que é, o que sabemos até o momento e o que os cientistas estão trabalhando para ajudar a contê-lo e combatê-lo.

O Que é o Coronavírus (COVID-19)? Como Você Pode Se Proteger?

O Que é o Coronavírus?

Os coronavírus (CoV) são uma grande família de vírus encontrados em uma variedade de mamíferos e aves. Nos seres humanos, esses vírus podem causar uma série de condições, variando de infecções respiratórias leves a doenças mais graves, como síndrome respiratória aguda grave (SARS) ou síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS). A doença de coronavírus 2019 (COVID-19) é uma nova cepa de coronavírus que foi recentemente identificada em seres humanos.

Os coronavírus são zoonóticos, o que significa que podem ser transmitidos de animais para humanos. Acredita-se que o SARS tenha se originado em gatos da cidade, enquanto o MERS foi transmitido pela primeira vez aos seres humanos a partir de camelos dromedários. Como outras infecções respiratórias, os coronavírus também podem ser transmitidos de pessoa para pessoa através do contato com fluidos corporais, como saliva, sangue ou urina. Até agora, os cientistas ainda não encontraram onde exatamente o COVID-19 se originou.

Atualmente, também não está claro exatamente o quão contagioso é o COVID-19. No entanto, até que uma vacina ou tratamento seja liberado para o vírus, é prudente tomar algumas medidas básicas de proteção.

Estatísticas

Agora que abordamos exatamente o que é o coronavírus, vamos ver de perto os números.
  • Em 27 de fevereiro de 2020, havia 82.294 casos confirmados de COVID-19, 95% dos quais estavam na China.
  • O número global de mortos pelo vírus é 2.804.
  • Houve casos confirmados em 46 países diferentes. Além da China, os principais países afetados incluem Coréia, Itália, Japão e Irã.
  • Os sintomas podem surgir entre 2 a 14 dias após a infecção.
  • Sem medidas de contenção, como quarentena, estima-se que uma pessoa infectada possa espalhar o vírus para 1,5 a 3,5 pessoas.
  • Embora o vírus possa infectar qualquer pessoa, a taxa de mortalidade aumenta com a idade. Aqueles que estão na casa dos 50 anos, por exemplo, têm três vezes mais chances de morrer de coronavírus do que aqueles na casa dos 40 anos. Enquanto isso, idosos com mais de 80 anos têm uma taxa de mortalidade de quase 15%.
  • A Organização Mundial da Saúde nomeou 15 laboratórios de referência COVID-19 em todo o mundo, incluindo em países como Austrália, Senegal, França, Rússia, Índia e EUA, entre outros.

Diagnóstico

Os profissionais de saúde podem diagnosticar o coronavírus realizando um exame físico, observando seu histórico médico e realizando exames laboratoriais, incluindo análises de sangue, exames de escarro ou esfregaços na garganta. Aqueles que viajaram recentemente para a China ou estiveram em contato próximo com alguém infectado estão em maior risco.

Os sintomas do coronavírus são semelhantes a outras infecções respiratórias, incluindo o resfriado comum. Alguns dos sintomas mais comuns incluem:
  • Febre
  • Falta de ar
  • Tosse
  • Coriza
  • Dor de cabeça
  • Dificuldade para respirar
  • Dor de garganta
  • Dor no peito
Em casos graves, o coronavírus também pode causar problemas mais graves, incluindo pneumonia, insuficiência renal, síndrome respiratória aguda grave ou até morte.

Passos A Serem Seguidos Para Ajudar A Se Proteger

Tomar algumas medidas básicas de proteção contra infecções é uma estratégia simples que pode ajudar a impedir a propagação do coronavírus. Aqui estão algumas etapas que você pode seguir para se proteger e aos outros.

1. Lave as Mãos Frequentemente

Lave as mãos regularmente usando água e sabão ou um esfregão à base de álcool, o que pode ajudar a eliminar todos os vírus e impedir a propagação de germes. Lave as mãos por pelo menos 20 segundos antes de comer e depois de tossir, espirrar, assoar o nariz ou usar o banheiro.

2. Manter Distância

Idealmente, tente manter pelo menos um metro e meio de distância de quem estiver tossindo ou espirrando. Isso pode ajudar a impedir que você respire gotículas líquidas que contenham o vírus, que podem ser pulverizadas pelo nariz ou pela boca através da tosse e espirros.

3. Limpar e Desinfetar Superfícies

Os vírus podem viver em superfícies por até 48 horas. Lavar e desinfetar as superfícies que você usa regularmente podem ajudar a bloquear a propagação de germes para evitar infecções.

4. Evite Tocar Nos Olhos, Nariz e Boca

Suas mãos podem pegar vírus nas superfícies em que você toca. Tocar o rosto com as mãos não lavadas pode transferir esses germes, que podem entrar no corpo e causar infecção.

5. Pratique a Etiqueta da Tosse e a Higiene Respiratória

Tossir ou espirrar no cotovelo ou usar um lenço para cobrir a boca pode ajudar a impedir a propagação de germes e vírus. Também descarte os tecidos usados ​​imediatamente e lave bem as mãos após a exposição a secreções respiratórias.

6. Estoque de Suprimentos

Embora as autoridades de saúde não recomendem o uso de uma máscara facial, a menos que você esteja realmente doente ou em contato direto com pessoas infectadas, convém estocar outros suprimentos domésticos e qualquer outra coisa que use regularmente para sua saúde.

Idealmente, você deve ter um suprimento essencial de 30 dias, incluindo detergente para a roupa, sabão, fraldas e etc.

7. Mantenha-se Atualizado Para Garantir Que o Vírus Não Esteja na Sua Região

Encontre e adicione aos favoritos o site do departamento de saúde local, que pode ajudá-lo a manter-se atualizado com as últimas notícias e garantir que você saiba quem entrar em contato em caso de infecção.

8. Procure Atendimento Médico Cedo

Se você não está se sentindo bem, é melhor ficar em casa para evitar infectar outras pessoas. Se você tiver efeitos colaterais mais graves, como tosse, febre ou falta de ar, entre em contato com o seu médico ou o posto de saúde local para determinar os próximos passos.

E as Abordagens Naturais?

Além de praticar as estratégias acima, incorporar alguns suplementos saudáveis ​​de apoio ao sistema imunológico em sua rotina também pode ser benéfico. Lembre-se de que eles não devem ser usados ​​para substituir a lavagem das mãos ou a higiene respiratória, e você deve procurar atendimento médico imediato se sentir algum sintoma.

1. Vitamina C e D3

A vitamina C ajuda a ter um sistema imunológico saudável. As necessidades diárias de vitamina C são de 300 miligramas por dia e de 1.000 a 3.000 miligramas por dia, durante os períodos em que você pode consumir mais. As melhores fontes alimentares de vitamina C são frutas e vegetais, incluindo frutas cítricas, tomates, pimentões e frutas.

A vitamina D3 também é benéfica por sua capacidade de apoiar um sistema imunológico saudável. A vitamina D3 também faz parte da função normal e saudável das células imunológicas do corpo. As recomendações de dosagem variam de 400 a 800 UI por dia até 5.000 UI.

2. Algas Vermelhas

Algumas pesquisas mostram que certos compostos isolados de algas vermelhas, também conhecidas como Griffithsia, podem ajudar a apoiar um sistema imunológico saudável e uma função do sistema imunológico saudável.

No entanto, são necessárias mais pesquisas para determinar resultados conclusivos.

3. Raiz de Alcaçuz

A glicirrizina, um composto ativo encontrado na raiz de alcaçuz, pode possuir poderosas propriedades de suporte à saúde e de sistema imunológico. Ainda assim, estudos adicionais devem ser realizados para avaliar os benefícios da raiz de alcaçuz.

4. Xarope de Sabugueiro

Foi demonstrado que o xarope de sabugueiro ajuda a apoiar um sistema imunológico saudável e uma função saudável do sistema imunológico.

5. Sistema Imunológico Saudável - Alimentos e Ervas de Apoio

É recomendável também consumir esses alimentos e ervas saudáveis ​​que apoiam o sistema imunológico, alguns dos quais são tradicionalmente usados ​​há milhares de anos. Isso inclui alimentos de cor amarela clara ou branca, incluindo:
  • Canja de galinha
  • Alho
  • Gengibre
Da mesma forma, é recomendável que você consuma uma dieta rica em vegetais, frutas ricas em vitamina C, mel manuka, ervas, especiarias e carne orgânica selvagem, como aves e caldo de ossos. Uma refeição ideal para apoiar um sistema imunológico saudável, por exemplo, é a canja de galinha caseira (adicione gengibre e alho à receita).

Nativo da Nova Zelândia, o mel manuka é um tipo de mel que tem sido altamente considerado por suas propriedades benéficas de suporte ao sistema imunológico saudável.

Além disso, a erva echinacea pode ser benéfica.

6. Óleo de Orégano

O óleo de orégano também pode ser útil para apoiar um sistema imunológico saudável e a função do sistema imunológico saudável. Seu principal componente ativo, o carvacrol, é o que se acredita fornecer esses benefícios.

As Perspectivas Para o Coronavírus Até o Momento

Ainda há muita coisa desconhecida sobre a "novela" ou o novo coronavírus.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, atualmente não existe tratamento específico para o COVID-19. Aqueles que estão infectados devem receber cuidados médicos para ajudar a aliviar os sintomas, que também podem incluir cuidados para apoiar as funções vitais dos órgãos em casos mais graves.

Não há tratamentos aprovados para o coronavírus e muito poucos medicamentos antivirais eficazes em geral. Além disso, o desenvolvimento de novos medicamentos pode exigir um investimento maciço em termos de tempo, dinheiro e recursos, o que pode tornar difícil encontrar tratamentos médicos contra o COVID-19.

Enquanto isso, os pesquisadores vêm experimentando o uso de medicamentos existentes para tratar novas infecções como o coronavírus. De acordo com um relatório de caso recente publicado no The New England Journal of Medicine, os médicos do Centro Médico Regional de Providence, em Washington, receberam permissão do FDA para tratar um caso de coronavírus usando uma terapia antiviral experimental originalmente projetada para tratar o Ebola. Após oito dias de hospitalização, a condição clínica do paciente começou a melhorar e sintomas como tosse e febre diminuíram em gravidade.

Embora faltem pesquisas em humanos, estudos in vitro descobriram que essa nova terapia pode potencialmente diminuir o crescimento de coronavírus para ajudar a controlar infecções. Outros medicamentos antivirais também estão sendo investigados, incluindo o lopinavir / ritonavir, que é um medicamento usado no tratamento do HIV.

Além de desenvolver medicamentos antivirais para tratar o coronavírus, outras organizações começaram a procurar soluções para ajudar a conter e prevenir surtos. O Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, por exemplo, começou a realizar testes clínicos em terapias baseadas em anticorpos para ajudar a impedir que o vírus entre e infecte células em primeiro lugar. A Regeneron Pharmaceuticals também fez parceria com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA para desenvolver tratamentos com anticorpos contra o coronavírus.

Conclusões Finais

  • Os coronavírus são uma grande família de vírus que podem causar uma variedade de sintomas diferentes.
  • A doença de coronavírus 2019 (COVID-19) é uma nova cepa de vírus que foi recentemente identificada em seres humanos e pode causar sintomas como febre, tosse e falta de ar.
  • Algumas abordagens naturais para apoiar um sistema imunológico saudável e a função do sistema imunológico saudável podem incluir vitamina C e D, algas vermelhas, alcaçuz, xarope de sabugueiro e mel de manuka.
  • Até que novos tratamentos e terapias sejam desenvolvidos, no entanto, é importante lavar as mãos com frequência, manter distância de outras pessoas doentes, desinfetar superfícies, praticar higiene respiratória e procurar atendimento médico imediatamente se estiver doente.
Postagem Anterior Próxima Postagem