Monócitos Altos ou Baixos no Exame de Sangue - O Que Isso Significa?

Os monócitos são um tipo de glóbulo branco, e sua função é combater infecções, germes e inflamação e manter seu sistema imunológico saudável. Os médicos verificam os resultados dos exames de sangue para níveis baixos ou altos de monócitos para ajudar a diagnosticar várias condições de saúde. Por exemplo, a contagem alta de monócitos pode significar que seu corpo está combatendo infecções ou que você tem uma condição inflamatória. A baixa contagem de monócitos pode significar que você tem uma deficiência de vitamina, anemia ou está sob muito estresse. A faixa normal de monócitos é geralmente entre 2% e 10% da contagem total de glóbulos brancos. Ter uma contagem alta ou baixa de monócitos geralmente não causa sintomas em si. No entanto, você pode notar sintomas da condição que está afetando sua contagem absoluta de monócitos.

Por exemplo, se os monócitos são altos por causa de uma infecção ou inflamação, você pode ter febre, dores nas articulações, tosse crônica ou dores no peito. Se os monócitos estiverem anormalmente baixos, você poderá apresentar sinais de fadiga, cãibras nas pernas, tontura ou sinais de estresse agudo.

Neste artigo, vamos ver o que significa se os monócitos são altos ou baixos nos resultados dos exames de sangue. Conhecer os sintomas dos níveis mono anormais pode ajudar a diagnosticar o motivo da contagem elevada ou reduzida de glóbulos brancos.
Monócitos Altos ou Baixos no Exame de Sangue - O Que Isso Significa?

O que são monócitos no exame de sangue?

Um hemograma completo verifica o número de glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas para avaliar sua saúde geral. Os médicos do National Institutes of Health dizem que os monócitos são um tipo de célula imune que se desenvolve na medula óssea. Os monócitos viajam pelo sangue até os tecidos do corpo, onde podem se tornar macrófagos ou células dendríticas.1

De acordo com a Dra. Mary Territo, da Division of Hematology and Oncology at UCLA, o exame de sangue para contagem de monócitos como parte de um hemograma geralmente é feito se uma pessoa apresentar sinais de infecção ou distúrbio autoimune.2

No entanto, os médicos não usam apenas o número de monócitos absolutos para ajudar a diagnosticar as condições de saúde. Eles também levam em consideração a contagem diferencial de glóbulos brancos. O professor de Imunologia, Dr. Choladda Vejabhuti Curry explica que a contagem diferencial de glóbulos brancos verifica a percentagem relativa de todos os tipos de glóbulos brancos. Estes são linfócitos, neutrófilos, eosinófilos e basófilos.3

Contagem absoluta de monócitos versus contagem relativa de monócitos

A contagem de monócitos no exame de sangue diferencial é dada como uma porcentagem da contagem total de glóbulos brancos - isso é chamado de contagem relativa de monócitos. Por exemplo, a contagem relativa normal de monócitos é de 2% a 10% da contagem total de glóbulos brancos.

A contagem absoluta de monócitos é o número real de monócitos por litro de sangue. A contagem absoluta de monócitos pode ser encontrada multiplicando a contagem total de leucócitos pela porcentagem da contagem de monócitos.

O que são monócitos baixo, normal e alto nos resultados do teste de laboratório?

O número médio de monócitos como parte da contagem de glóbulos brancos é medido em células / litro.

Segundo o Dr. Hina Naushad no Medscape, a faixa normal de monócitos é de 0,2-1,0 x 109 / L (2% a 10%).3

E se os monócitos absolutos forem baixos? A baixa contagem de monócitos é chamada de monocitopenia. Qualquer coisa abaixo de 2% da contagem total de glóbulos brancos mostra que seu corpo não está produzindo monócitos suficientes ou que estão sendo destruídos muito cedo. Esta é uma leitura abaixo de 0,2 x 109 / L.

O que significa quando os monócitos são altos? Uma alta contagem de monócitos é referida clinicamente como monocitose. Diferentes laboratórios têm diferentes faixas sobre o alto nível de monócitos em um exame de sangue. Isso mostra que seu corpo está lutando contra uma infecção e não é sempre algo com o que se preocupar. O número de monócitos em um exame de sangue é considerado alto quando está acima de 8% a 10% da contagem total de leucócitos, ou maior que 0,8 a 1,0 x 109 / L.

Sintomas de níveis monos anormais

Embora a presença de níveis altos ou baixos de monócitos em um exame de sangue não produza sintomas, você pode mostrar sinais da causa de níveis mono anormais. Vamos ver brevemente o que alguns deles podem ser.

Infecções

Infecções bacterianas ou virais são um dos sintomas mais comuns de níveis mono anormais. Por exemplo, o Journal of Dental and Medical Sciences relatou que as razões comuns para a monocitose (contagem alta de monócitos) incluem:4
  • Infecções virais agudas
  • Tuberculose
  • Pneumonia
  • Asma brônquica
  • Apendicite

Articulações inflamadas e rígidas

Outro sintoma de monócitos anormais nos resultados dos exames de sangue em laboratório são as articulações inflamadas causadas por condições artríticas. De acordo com o Journal of Leukocyte Biology, níveis elevados de mono podem ser um sinal de doenças inflamatórias crônicas como artrite reumatoide ou lupus.5

Sangramento fácil

Os baixos níveis crônicos de mono podem resultar em uma pessoa sangrando facilmente ou com hematomas inexplicáveis. A revista Mayo Clinic Proceeding relata que a monocitopenia (baixa contagem de monócitos) é uma característica de alguns tipos de leucemia. Como a leucemia também pode causar baixa contagem de plaquetas, o sangramento fácil geralmente é um sinal.6

Perder peso sem tentar

Os baixos monócitos no resultado do teste sanguíneo podem ser acompanhados por perda de peso inexplicada. Este também é frequentemente um sintoma de leucemia, e os médicos precisarão realizar testes adicionais para encontrar a causa da baixa contagem de mono junto com a perda de peso.

Mudanças de humor severas

Curiosamente, alterações bruscas de humor e depressão podem significar que os resultados dos exames de sangue mostram altos níveis de monócitos. De acordo com o Journal of Psychiatric Research, a contagem elevada de leucócitos, incluindo monócitos, é frequentemente vista em resultados de testes de laboratório de pessoas que sofrem de depressão.7

Sinais de doença hepática

A revista Blood relatou que os sintomas da doença hepática são algumas vezes associados ao aumento dos níveis de monócitos. A contagem elevada de monócitos é devida à inflamação no fígado e pode ser usada para diagnosticar a gravidade da doença.8

Causas de baixos níveis de mono

Existem várias razões pelas quais os resultados dos exames de sangue mostram uma baixa contagem de monócitos. Vamos analisar com mais detalhes alguns desses motivos.

Artrite reumatóide

A baixa contagem de monócitos pode aparecer nos resultados dos exames de sangue se você tiver doenças inflamatórias como a artrite reumatóide. Dependendo do tipo de artrite reumatóide que você tem, você pode ter níveis elevados ou baixos de mono.

O British Journal of Rheumatology relata que a monocitopenia e a baixa contagem de células brancas do sangue podem ocorrer em pacientes com artrite reumatóide.9

Se você sofre de inflamação dolorosa nas articulações, leia o meu artigo sobre como administrar os sintomas da artrite. Você também pode descobrir que o leite dourado de açafrão pode ajudar a reduzir a inflamação e aliviar os sintomas da artrite reumatóide.

Lúpus

O lúpus é outra doença autoimune que pode resultar em níveis abaixo do normal de monócitos. O lúpus pode causar dor nas articulações, vermelhidão no rosto, contusões inexplicáveis ​​ou manchas nas pernas ou nas mãos.

De acordo com uma pesquisa publicada na revista Acta Haematologica, a contagem baixa de leucócitos, incluindo a diminuição dos níveis de monócitos e linfócitos, é uma característica comum do lúpus.10

Infecções virais agudas

Algumas infecções virais agudas podem causar a queda dos níveis de monócitos, porque o vírus afeta a produção de monócitos.

A revista Clinical Infectious Diseases relatou que infecções por vírus do papiloma genital, infecções fúngicas e certas infecções bacterianas podem causar uma baixa contagem de monócitos.11

Estresse

Se você está sob muito estresse emocional ou psicológico, pode ser que você veja uma queda temporária nos níveis mono. O estresse pode afetar seu corpo de várias maneiras e faz com que você se sinta cansado, aumentar a pressão arterial, causar problemas gastrointestinais e enfraquecer o sistema imunológico. O resultado disso é a diminuição da contagem mono nos resultados dos exames de sangue.

O International Journal of Neuroscience relatou um experimento em indivíduos saudáveis ​​para ver como o corpo reage ao estresse. Após uma hora de colocar os pacientes sob estresse, os cientistas notaram que houve uma queda nos glóbulos brancos, incluindo monócitos.12

Os resultados do estudo podem mostrar porque somos mais suscetíveis a infecções, resfriados e gripes quando estamos lidando com estresse e ansiedade não resolvidos. Há muitas maneiras de lidar com a ansiedade e o estresse, incluindo usar óleos essenciais para o estresse, dormir o suficiente e fazer exercícios regularmente.

Deficiência de vitamina B12 ou anemia

A deficiência de vitamina B12 pode causar baixa contagem absoluta de monócitos em um exame de laboratório completo regular de contagem de células sanguíneas. Se a baixa contagem de mono é devida a uma deficiência de vitamina B12, você também apresentará sinais de anemia, como falta de energia, nevoeiro cerebral, fraqueza muscular ou alterações de humor.

A revista Seminars in Hematology relatou que problemas com a produção de medula óssea podem causar uma baixa contagem de glóbulos vermelhos. Isso pode resultar no aumento do volume médio de glóbulos vermelhos corpusculares, bem como na monocitopenia. A revista disse que as causas deste tipo de anemia incluem infecções virais, deficiências nutricionais, tabagismo ou excesso de álcool.13

Se os médicos suspeitarem de qualquer tipo de anemia que cause diminuição dos níveis de monócitos, eles podem verificar a concentração média de hemoglobina (MCHC) em suas células sanguíneas ou verificar o tamanho médio de seus glóbulos vermelhos (RDW).

Para obter mais informações sobre como resolver uma deficiência de vitamina B12, leia meu artigo sobre como aumentar os níveis de vitamina B12 naturalmente.

Tuberculose

A tuberculose é uma infecção bacteriana infecciosa nos pulmões que pode causar tosse forte, dor no peito ou tosse com sangue.

Exames de sangue de pacientes com tuberculose geralmente mostram monocitopenia e baixos níveis de outras células brancas do sangue. Isso também pode resultar em anemia grave, pois a medula óssea não pode produzir glóbulos vermelhos e brancos suficientes.14

Leucemia

A leucemia geralmente causa uma queda significativa nos níveis de monócitos e é uma condição séria que requer tratamento médico imediato.

Médicos da Mayo Clinic dizem que a leucemia geralmente afeta os glóbulos brancos porque a leucemia causa anormalidades nos glóbulos brancos. Com o tempo, os glóbulos brancos anormais alcançam glóbulos brancos saudáveis, fazendo com que o leucograma absoluto caia.15

Se você tiver sinais persistentes como infecções frequentes, perda de peso inexplicável, pequenas manchas vermelhas sob a pele ou sangramento fácil, fale com o seu médico.

Causas da contagem alta de monócitos

Como as infecções e a inflamação fazem com que o sistema imunológico envie glóbulos brancos para destruir os germes e micróbios, uma alta contagem de monócitos costuma ser mais comum do que os baixos níveis de monócitos.

Vamos ver o que significa quando os monócitos são altos.

Inflamação crônica ou infecções

Uma alta contagem de monócitos pode ser um marcador de inflamação crônica ou que seu corpo está combatendo infecções.

De acordo com a revista Medicine, alguns dos tipos de infecções ou condições inflamatórias que podem elevar os níveis de monócitos acima do normal incluem:16
  • Infecções bacterianas
  • Infeções fungais
  • Infecções por parasitas
  • Doença cardíaca coronária e inflamação do revestimento do coração
  • Desordens reumáticas
  • Doença pulmonar e infecções

Tuberculose

Além de causar baixa contagem de monócitos, a tuberculose também pode causar um pico nos níveis de monócitos.

O Journal of Tropical Pediatrics relatou que a tuberculose em crianças geralmente causa sinais de anemia com níveis mais altos do que os normais de monócitos. Também foi observado que outras infecções respiratórias também podem causar sintomas semelhantes.17

Doença cardiovascular

A inflamação do seu sistema coronário e cardiovascular causada por doenças cardíacas pode ser uma razão pela qual os níveis de monócitos estão acima da faixa normal.

Pesquisadores da Associação Americana do Coração dizem que as doenças cardiovasculares abrangem muitas condições de saúde relacionadas ao coração e às artérias. Estes incluem sintomas de angina, ataques cardíacos, derrame, trombose venosa ou hipertensão arterial.18 Muitas vezes, a inflamação está relacionada à doença cardiovascular devido ao acúmulo de colesterol nos vasos sanguíneos.19

A revista Biomarker Research relatou que os monócitos aumentados são frequentemente vistos em exames de sangue de pacientes que apresentam algum tipo de doença cardiovascular. Isso está relacionado a respostas inflamatórias nas artérias, enquanto o corpo tenta curar o dano tecidual.20

Existem algumas mudanças simples no estilo de vida para reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Como seu coração está localizado no seu lado esquerdo, você nunca deve ignorar a dor no peito do lado esquerdo que se espalha para o seu braço.

Artrite reumatóide

Monócitos aumentados ou diminuídos podem ser um sinal de condições articulares inflamatórias, como artrite reumatóide.

Os cientistas descobriram que o aumento nos níveis de monócitos devido à inflamação acontece à medida que mais glóbulos brancos são produzidos para reparar o tecido danificado. Isso pode resultar em um hemograma de monócitos persistentemente alto, pois o sistema imunológico tenta combater a inflamação crônica.20

Doença inflamatória intestinal

Níveis elevados de monócitos em um exame de sangue podem aparecer se você tiver doença inflamatória intestinal (DII). A doença de Crohn e a colite ulcerativa são dois exemplos de condições inflamatórias que afetam o trato digestivo.

O Journal of Clinical Pathology relatou que a colite ulcerativa causa níveis anormalmente altos de monócitos, assim como um aumento na contagem diferencial de leucócitos. Nos casos de doença de Crohn, os níveis de monócitos estavam apenas ligeiramente acima do intervalo normal.21

Alguns dos sintomas da DII incluem um ânus gotejante, dor sob a caixa torácica direita e um estômago roncando. A doença inflamatória intestinal pode ser difícil de administrar. No entanto, incorporando em sua dieta alimentos que reduzem a inflamação podem ajudar a reduzir os sintomas da DII.

Obesidade

As pessoas com excesso de peso podem ver que têm monócitos absolutos elevados nos resultados dos exames de sangue.

De acordo com a revista Cell Metabolism, a obesidade pode colocar uma pessoa em maior risco de desenvolver diabetes. Isso pode afetar a medula óssea e resultar em um aumento no número de monócitos liberados. Os cientistas descobriram que perder peso ajudou a diminuir a contagem absoluta de monócitos.22

Além disso, a revista Aging Cell informou que as dietas ricas em gordura aumentam a inflamação no corpo. Isso resulta em uma resposta imune hiperativa e pode significar que há níveis mais altos de monócitos no sangue.23

Você pode facilmente descobrir se você está acima do peso para a sua idade e altura usando esta calculadora IMC. Se você precisa perder peso rapidamente, você deve se certificar e ficar longe de alimentos que causam a gordura abdominal.

Doença de Hodgkin e linfoma

A doença de Hodgkin é um tipo de linfoma que pode causar níveis de monócitos maiores que o normal. É claro que uma alta contagem de monócitos em um exame de sangue não significa que você tenha uma condição cancerosa como linfoma, porque a maioria dos casos de monócitos elevados está relacionada com infecção ou inflamação.

De acordo com o Mediterranean Journal of Hematology e Infectious Diseases, o linfoma de Hodgkin causa alterações na contagem de glóbulos brancos. Isto provoca um elevado número de glóbulos brancos, incluindo um aumento na contagem relativa ou absoluta de monócitos.24

O que fazer se os níveis mono forem baixos ou altos

Muitas pessoas se perguntam como podem tornar os níveis de monócitos normais e tratar os sintomas de monócitos altos ou baixos. Na maioria das vezes, é necessário abordar a condição subjacente para normalizar os níveis mono. No entanto, existem algumas maneiras de aumentar ou normalizar os níveis mono.

Fique ativo para aumentar os níveis de monócitos

A atividade física pode ajudar a resolver muitas das causas subjacentes da inflamação que causam um aumento nos níveis de monócitos. O exercício regular ajuda a manter o coração saudável e a prevenir doenças cardiovasculares. Além disso, o exercício 3 ou 4 vezes por semana pode ajudar a perder quilos extras rapidamente e reduzir as respostas inflamatórias no corpo.

De acordo com a revista Biology of Sport, o aumento da atividade física tem um efeito positivo na normalização dos níveis de monócitos. O exercício pode ajudar a aumentar os monócitos e outros glóbulos brancos na fase de recuperação após o exercício.25

Vitamina b12

Se anemia ou uma vitamina B12 é responsável por uma contagem anormal de monócitos, em seguida, completar sua dieta com vitamina B12 pode ajudar a resolver os sintomas da anemia.

O Jornal da Europa Central de Imunologia informou que os suplementos de vitamina B12 são eficazes para pessoas que têm uma dieta baixa em proteínas. A suplementação de B12 pode ajudar a normalizar os níveis de monócitos e também estimular o sistema imunológico ao mesmo tempo.26

Vitamina C

Sabe-se que a vitamina C é essencial para um sistema imunológico saudável e para ajudar a combater várias infecções.

A Sociedade Americana de Hematologia publicou um estudo científico sobre o efeito da vitamina C em monócitos. Descobriu-se que a vitamina C impedia que os monócitos fossem destruídos muito cedo e isso ajudou a melhorar a saúde do sistema imunológico.27

Ingestão moderada de álcool

O uso excessivo de álcool é um dos hábitos que podem danificar seu fígado. No entanto, algumas pesquisas apontam para o fato de que o consumo moderado de álcool pode ter um efeito positivo sobre os níveis de monócitos.

O Journal of Immunology relatou que o uso moderado de álcool tem efeitos cardiovasculares benéficos. Evidentemente, o consumo crônico de álcool leva à inflamação e pode causar níveis anormais de monócitos. No entanto, o estudo descobriu que quantidades limitadas de álcool podem ajudar a reduzir as respostas inflamatórias no corpo.28

Alho

O alho é uma erva medicinal maravilhosa que tem propriedades antibacterianas e pode dar ao seu sistema imunológico um impulso bem necessário. O alho também tem um efeito positivo na sua concentração de hemoglobina e contagem de glóbulos brancos.

O Jornal Africano de Pesquisa Biomédica descobriu que o aumento da quantidade de alho na dieta ajuda a aumentar o número de monócitos, neutrófilos e linfócitos.

Há muitas maneiras que você pode usar o alho como remédio para curar muitas doenças. Por exemplo, você pode fazer um xarope natural para tosse usando alho para curar infecções no peito. Há até pesquisas mostrando que o aumento da ingestão de alho pode ajudar a prevenir alguns tipos de câncer.

Suplementos de ômega 3

Os suplementos de ômega 3 podem ajudar a reduzir as respostas inflamatórias no corpo e ajudar a prevenir várias doenças cardiovasculares. Pesquisa sobre o efeito do ômega 3 na redução da inflamação tem mostrado resultados positivos.

Por exemplo, a revista Experimental & Clinical Cardiology informou que os suplementos de ômega 3 ajudam a regular a adesão de monócitos. Isso tem um efeito positivo nas respostas inflamatórias e pode ajudar a reduzir os casos de doença cardíaca e ataque cardíaco.29
Monócitos Altos ou Baixos no Exame de Sangue - O Que Isso Significa? Monócitos Altos ou Baixos no Exame de Sangue - O Que Isso Significa? Reviewed by Sadestar Saúde on maio 07, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.